Flamengo: Landim chama Jesus de ‘Messi dos treinadores’ e confia em renovação

Jorge Jesus e Rodolfo Landim

“Ser campeão do mundo”. Essa é a meta que o Flamengo mira para um futuro próximo. Para alcançá-lo, ninguém melhor que um comandante que chegou perto deste objetivo. O escolhido é Jorge Jesus, e a diretoria rubro-negra trabalha para renovar o contrato do português, que se encerra em maio. O presidente Rodolfo Landim afirmou que as conversas caminham bem e dentro do prazo estabelecido.

– Quando começamos a falar sobre a renovação de contrato, nós acordamos que teríamos um prazo para, caso a gente não chegasse em um acordo, ambos os lados buscarem uma alternativa. Esse prazo ainda não chegou. Apenas no caso improvável de não chegarmos ao acordo com ele, o que pra mim está praticamente descartado – declarou o presidente, em entrevista a Fox Sports.

Landim classificou Jorge Jesus como o “Messi dos treinadores” e rasgou elogios ao português. Se dependesse apenas do clube, a renovação estaria assinada. O problema é a parte financeira, que emperra as conversas: o treinador pediu 7 milhões de euros anuais e isso está fora da realidade atual do Flamengo, como afirmou o presidente.

– Nunca vou questionar uma pedida de alguém da qualidade do Jorge Jesus. Quem sou eu pra falar o valor que ele vale? Para mim é um dos maiores técnicos do mundo e vale muito dinheiro sim. A questão é saber se o Flamengo tem capacidade de pagar o que ele quer. Para mim e para os flamenguistas, Jorge Jesus é quase um Messi dos treinadores. É óbvio que, se a gente está discutindo, foi além da capacidade do Flamengo. Minha expectativa é alta para que a gente chegue em um acordo – completou.

O presidente rubro-negro também declarou que, assim como Jesus é importante para o clube, o rubro-negro também tem a sua parcela de importância para o porutugês. As duas partes acreditam ser possível chegar a um denominador comum que ele e a comissão técnica portuguesa fiquem no Brasil.

– O Jesus reconhece a importância que o Flamengo teve nessa parte da carreira dele. É uma parceria forte que a gente tem com ele pois ele ajudou muito o Flamengo também. Era a forma que a gente queria jogar e que a torcida gosta. O Flamengo acrescentou alguma coisa no Jorge Jesus e acho que ele acrescentou muito no Flamengo. O time é eterno, nós não. Mas a parceria deve continuar. Nesse processo inteiro, os dois ganharam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TV Prefeito