fbpx

Flamengo apresenta projeto para construção de seu novo museu de R$ 18 milhões na Gávea

O Flamengo apresentou na noite desta quinta-feira, na Gávea, o projeto e os patrocinadores que serão parceiros do clube na construção de seu novo museu, mais amplo, moderno e que terá um investimento de R$ 18 milhões. O evento reuniu ídolos do clube como Adílio, Andrade, Mozer e Júlio César Uri Gueller.

Com condução da Mude Brasil, empresa responsável por museus da Conmebol, Benfica, Juventus, Boca, River e de Wembley, o projeto visa transformar o novo Museu do Flamengo em atração não somente para torcedores, mas um novo ponto turístico no Rio de Janeiro.

Flamengo apresenta projeto para construção de seu novo museu  — Foto: Fred Huber

Ao todo, 30% dos recursos do projeto serão oriundos da Mude Brasil, parte em capital próprio do clube, parte através de um financiamento obtido junto à AgeRio. Os outros 70% são resultado de patrocínios que já confirmaram participação no projeto, segundo dados divulgados pelo clube.

“Era um sonho antigo. Finalmente conseguimos , com ajuda dos patrocinadores, a garantia. Já temos 70 % dos 18 milhões que serão investidos”, Rodolfo Landim durante o evento de apresentação do projeto

Uma dos 14 áreas temáticas do novo Museu Flamengo será dedicada à exposição das principais conquistas do clube — Foto: Projeção: MUDE Brasil

Sonho antigo dos torcedores e sócios do clube, o novo Museu Flamengo vai ocupar inicialmente um espaço de 1200 m² na sede da Gávea, com previsão de inauguração em julho de 2022 – posteriormente ele será expandido para 2.000 m².

– O Museu Flamengo foi o primeiro projeto que abraçamos no mercado brasileiro e que deu origem à nossa operação local. Estamos muito felizes por não apenas contar a história, mas por fazer história, com o clube mais querido do Brasil. Toda a equipe da MUDE está empenhada em torná-lo um grande sucesso – afirma Marcelo Fernandes, CEO da MUDE Brasil.

Museu Flamengo terá uma área dedicada exclusivamente às conquistas da Libertadores — Foto: Reprodução

O percurso do novo museu será composto por 14 áreas temáticas, abrangendo futebol, remo, basquete e outras modalidades. Haverá também uma homenagem especial à torcida.

A direção do clube também pretende transformar o espaço em um espetáculo interativo e impactante, com soluções de inteligência artificial que tornarão a experiência dos visitantes ainda mais emocionante.

– É um dia histórico. Vai ser motivo de orgulho para nós e vai atrair milhões de brasileiros e estrangeiros. Vai entrar no roteiro do Rio de Janeiro – disse Landim.

Museu Flamengo — Foto: Reprodução

De acordo com um estudo realizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e divulgado pelo clube, o novo Museu Flamengo terá um impacto relevante no ecossistema turístico do Rio de Janeiro.

Seu Índice de alavancagem econômica é de R$ 37, o que significa dizer que para cada R$ 1 investido no projeto do Museu Flamengo, R$ 37 voltam para a economia carioca, seja em forma de impostos, na geração de postos de trabalho ou no incremento de serviços ligados ao turismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: