Fiscais já aplicaram mais de 6 mil autuações e Prefeitura promete endurecer com festas clandestinas

A desobediência às medidas de restrição no Rio, como forma de combate à Covid-19, resultaram nos últimos seis dias em mais de 6.129 autuações, entre multas e interdições a estabelecimentos, infrações sanitárias, multas de trânsito, reboques e apreensões de mercadorias. De acordo com o balanço atualizado pela Secretaria municipal de Ordem Pública, na manhã desta quinta-feira, foram aplicadas 432 multas a bares, restaurantes e ambulantes, além de 58 estabelecimentos que descumpriam as determinações.

Foram mais de mil autuações só nesta quarta-feira. Os agentes também desmontaram estruturas e recolheram equipamentos usados em eventos irregulares na Zona Oeste. Numa praça em Cosmos foi desmontada estação irregular de luz e uma estrutura que teria sido utilizada para festas no local. A Prefeitura está prometendo mais rigor com esses eventos. O secretário municipal de Ordem Pública, Breno Carnevale disse que a população tem no serviço 1746 um canal de denúncia. Além disso, afirmou que é feito trabalho de mapeamento, pelo serviço de inteligência da secretaria.

— Infelizmente aproximadamente 50 estabelecimentos precisaram ser interditados, inclusive estabelecimentos que promoveram eventos e festas clandestinas. A Prefeitura também precisou fazer intervenções em praças públicas onde estavam acontecendo eventos irregulares, com a desmontagem de equipamentos irregulares com ocupação indevida do espaço público. Continuaremos fazendo esse trabalho de fiscalização e o cidadão tem no 1746 o canal de denúncias apropriado para fazer chegar essas denúncias à Prefeitura, que também tem o trabalho de inteligência sendo feito, tanto de mapeamento de comércio irregulares funcionando e, principalmente, com relação a eventos e festas clandestinas — disse Brenno Carnevale, em entrevista ao RJTV, da Rede Globo.

Somente na quarta-feira, os agentes contabilizaram 1.031 autuações. Nesse dia, foram fechados dez estabelecimentos e aplicadas 61 multas a ambulantes, restaurantes e bares. Durante ação na Praça de Santa Margarida, em Cosmos, na Zona Oeste, foram retiradas duas estruturas irregulares e apreendidos materiais utilizados em festas clandestinas na localidade.

Quiosques que estavam irregulares foram notificados. Já a Comlurb recolheu 2,7 toneladas de lixo no local e a Light removeu quatro ligações clandestinas de energia. Não houve registro de confrontos. Segundo a Seop, a ação foi realizada após denúncia enviada à Central 1746.

Os comboios de fiscalização tiveram a particiação de agentes da Seop, Guarda Municipal, Instituto Municipal de Vigilância Sanitáriaapoio da Polícia Militar. Os grupos percorreram as localidades de Santa Cruz, Guaratiba, Bonsucesso, Ramos, Campo Grande, Freguesia, Tanque, Pechincha, Praça Seca e Taquara, entre outros pontos da cidade.

O objetico dessas operações, que vêm sendo realizadas diariamente, é observar o cumprimento das determinações contidas no decreto nº 48.644 publicado no Diário Oficial de 22 de março de 2021. Entre outras medidas, o texto estabeleceu o fechamento dos serviços não essenciais por dez dias, a partir de sexta-feira, dia 26 de março, com validade, a princípio, até o próximo domingo (4).

Até lá, bares e restaurantes podem funcionar apenas com entregas em domicílio e nos sistemas take away e drive-thru. Além disso, está proibida a permanência na areia das praias, o estacionamento em toda a orla marítima e a entrada de ônibus de fretamento no município.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: