‘Faraó dos bitcoins’ se filia na prisão ao DC e pretende concorrer a deputado federal

Mesmo preso preventivamente desde agosto do ano passado, Glaidson Acácio dos Santos, o “Faraó dos bitcoins”, se filiou ao partido Democracia Cristã (DC) e pretende disputar uma vaga de deputado federal pelo Rio de Janeiro. Ele se juntou à sigla de José Maria Eymael, pré-candidato pela sexta vez na disputa pela presidência da República.

A informação foi publicada pela revista “Veja” e confirmada pelo GLOBO. Ex-garçom, Glaidson é acusado pela Operação Kryptos de lesar milhares de investidores a quem prometia rendimentos vultosos mediante supostas transações com criptomoedas operadas através de sua empresa GAS Consultoria.

Ele é alvo de acusações de lavagem de dinheiro, organização criminosa e crimes contra o sistema financeiro nacional. Também responde pela tentativa de homicídio de um concorrente, que também atuava oferecendo investimentos com criptomoedas em Cabo Frio, cidade da Região dos Lagos que era a base das operações do grupo.

Glaidson encontra-se preso no Complexo Penitenciário de Gericinó, na Zona Oeste do Rio. Segunda sua defesa, como o ex-garçom está preso preventivamente e ainda não há condenações na Justiça, sua candidatura não pode ser barrada pela Lei da Ficha Limpa.

“A defesa de Glaidson dos Santos informa que ele não foi condenado em nenhuma instância e se encontra há mais 200 dias preso por prisão preventiva decretada em caráter cautelar, sem qualquer sentença, portanto. A defesa tem certeza que as alegações feitas até agora contra Glaidson são uma compilação de elementos frágeis, sem provas e que não resistirão quando e se forem confrontados com o amplo contraditório”, diz em nota sua equipe.

Ex-pastor da Igreja Universal, ele quer se apresentar ao eleitor como uma espécie Moisés, inspirado na figura bíblica que libertou os hebreus do Egito, para se contrapor ao apelido de “faraó”, fruto das acusações sobre suas transações financeiras.

No mês passado, Glaidson abriu um novo perfil no Instagram, no qual já soma mais de 18 mil seguidores. Na página, há uma publicação anunciando que o canal é destinado a “todos que por algum motivo tenham uma dúvida ou queiram enviar algum recado diretamente” ao CEO da GAS.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.