Ex-piloto Mário Olivetti morre em Petrópolis aos 91 anos

Morreu nesta quinta-feira (11) aos 91 anos em Petrópolis, na Região Serrana do Rio, o ex-piloto Mário Olivetti.

Olivetti estava internado no Hospital Santa Teresa desde maio, quando foi hospitalizado devido a uma fratura no fêmur.

Segundo o hospital, Mário passou por procedimento cirúrgicos, ficou na UTI, e chegou a ir para o quarto de enfermaria mas não resistiu.

Olivetti foi tricampeão carioca e campeão brasileiro nos anos de 1970.

Além de outras provas, Olivetti recebeu o troféu pela prova de 1500 km de Interlagos ao lado do copiloto Antônio Carlos Avallone. (foto abaixo)

Mário Olivetti e Antonio Carlos Avallone em uma prova vencida em Interlagos — Foto: Arquivo pessoal

O corpo do ex-piloto foi velado na manhã desta sexta-feira (12) em uma funerária no Centro de Petrópolis e o sepultamento por volta das 16h.

No ano de 1961, Olivetti correu com a prova Mil Milhas Brasileiras com o carro conhecido como Protótipo Tanto Faz, que foi adaptado por Renato Peixoto, conhecido como “Martelinho de Ouro”, após sugestão de Mário.

Apaixonados pelo automobilismo brasileiro afirmam que o nome do protótipo foi dado após testes de Olivetti e Peixotinho, depois que o carro deu várias rodadas durante o teste.

Depois das modificações feitas no carro, perceberam que ele ainda não tinha um nome, e então disseram que “Tanto faz, estamos em teste”. Assim, teria surgido o nome do protótipo.

Mario Olivetti correu no carro "Protótipo Tanto Faz" em 1961 — Foto: Arquivo pessoal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: