Estado irá destinar 9.810 doses para duas fases de vacinação em Petrópolis

Petrópolis começa a receber nesta terça-feira (19.01) parte das 9.810 doses de vacina contra a Covid-19, que serão destinadas ao município para o início da campanha nacional de vacinação. O total de vacinas divulgado em tabela da Secretaria de Estado de Saúde, possibilitará  a imunização de 4.905 moradores da cidade, uma vez que o total de doses é referente a imunização completa contra a doença com o uso da CoronaVac, vacina cuja imunização deve é feita com a aplicação de duas doses, sendo a aplicação da segunda vacina em até 28 dias após a primeira.  De acordo com a prefeitura nesta terça-feira o município receberá as primeiras 4.678 doses da vacina para iniciar o processo de vacinação.

A planilha do Estado estabelece que as primeiras doses que chegam à cidade serão destinadas a 4.443 profissionais de Saúde, que atuam na linha de frente de combate à pandemia de Covid-19; 220 pessoas com mais de 60 anos institucionalizadas – idosos que vivem em asilos, e 16 pessoas com deficiência institucionalizadas  –  maiores de 18 anos residentes em instituições inclusivas.

A quantidade de doses que Petrópolis receberá nesta  primeira remessa foi confirmada pelo prefeito interino Hingo Hammes e pelo secretário municipal de Saúde, Aloisio Barbosa da Silva Filho, após reunião com representantes do Governo do Estado, ontem de manhã. De acordo com a prefeitura, a  vacinação, neste primeiro momento, será volante, com início de aplicação das 4.678 doses na quarta-feira (20).

  – A chegada das primeiras doses da vacina nos dá um novo ânimo. É o início da imunização da nossa população. Estamos seguindo rigorosamente as orientações do Ministério da Saúde e esperamos poder anunciar, em breve, as novas etapas da vacinação, com a ampliação da cobertura vacinal –  declarou o prefeito interino Hingo Hammes, lembrando que o Governo do Estado deverá entregar em três ou quatro semanas os lotes com a segunda dose da vacina destinada a este primeiro grupo.

A prefeitura destaca que a quantidade de doses que será recebida neste primeiro momento será suficiente para imunizar quase 16% do total previsto dentro da primeira fase da campanha de imunização, destinada a cerca de 30 mil pessoas, considerando também a população de idosos com mais de 75 anos que moram na cidade – grupo que será contemplado com a remessa de lotes futuros.

 – A quantidade que será entregue agora é menor do que a esperada pelos municípios em todo o país, mas não podemos deixar de celebrar este momento. A chegada das primeiras doses da vacina é muito importante, mas vamos continuar trabalhando para garantir que toda a população seja imunizada. Este é o primeiro de muitos passos que ainda vamos dar- disse, confiante o prefeito interino.

O secretário de Saúde, Aloisio Barbosa da Silva Filho, explicou que, neste primeiro momento, a vacinação será volante. – Com a confirmação da quantidade de vacinas que chegará a cidade neste primeiro momento, faremos a vacinação volante, atendendo os públicos prioritários elencados pelo Governo Federal – disse. A secretário destacou que as equipes do setor de imunização irão diretamente às unidades de saúde para vacinar as equipes, seguindo calendário que já está sendo definido.  – Os postos de vacinação previstos pela Saúde no Plano Municipal de Vacinação serão abertos apenas quando houver novas doses, de forma que seja possível atender os demais públicos incluídos na primeira, segunda, terceira e quarta fases da campanha – pontua o Secretário Aloísio Barbosa.  

O prefeito interino Hingo Hammes lembrou que a decisão do Ministério da Saúde de comprar todas as doses inviabiliza a compra direta da vacina pelos municípios. Toda a produção do laboratório Sinovac/Butantan foi adquirida pelo Governo Federal, que fará a distribuição para todo o país.  – Seguiremos nosso planejamento, levando em conta a chegada das remessas – destaca.

O Plano Municipal de Imunização prevê a aplicação das 99 mil doses, em quatro etapas: a primeira fase prevê a imunização de 30 mil pessoas – trabalhadores da Saúde; idosos a partir de 60 anos asilados ou residentes e instituições psiquiátricas, além de idosos com mais de 75 anos; a segunda fase do plano é destinada a cerca de 40 mil idosos com idade entre 60 e 74 anos; a terceira fase destinada a imunização de 23 mil pessoas com comorbidades que  apresentam maior chance de agravamento da doença; e a quarta fase destinada a cerca de seis mil profissionais  entre os quais professores, forças de segurança e salvamento; funcionários do sistema prisional e população privada de liberdade.

O secretário de Saúde frisou que, mesmo com o início da vacinação, é imprescindível que a população mantenha todos os cuidados para evitar a disseminação do Novo Coronavírus.  – Contamos com a colaboração de todos, evitando aglomerações, usando máscara e higienizando as mãos – afirma o secretário Aloísio Barbosa.

 Tabela 1ª fase da vacinação

Profissionais de Saúde                                   – 4. 443 pessoas

Idosos com mais de 60 anos em asilos        – 220 pessoas

Deficientes institucionalizados (internados)   – 16 pessoas maiores de 18 anos  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: