fbpx

Espetáculo ‘Precisa-se de Velhos Palhaços’ encanta público em Mesquita

O espetáculo ‘Precisa-se de Velhos Palhaços’ começou seu circuito estadual em Mesquita, dia 13 de agosto onde o público _ que incluía muitas crianças _ recebeu a peça de braços abertos no teatro da Praça PEC. Ganhadora do edital CCR Dutra, via Lei de Incentivo à Cultura, a montagem começa seu itinerário em cidades da Baixada onde a rodovia Presidente Dutra passa. Agora segue para Nova Iguaçu, dia 20, irá ao Rio, dia 24 e voltará para a região, aportando em Queimados dia 27. A entrada é gratuita.

Os três próximos espetáculos terão uma pessoa que fará a interpretação da peça na língua brasileira de sinais (libras), tornando a montagem acessível as pessoas surdas. Vários grupos já foram contatados e devem comparecer às exibições.Todas as 11 apresentações, que incluem municípios do Sul Fluminense e da Região dos Lagos, seguirão protocolos de saúde, adotando as recomendações das autoridades, além de respeitar o distanciamento social. Os ingressos serão disponibilizados meia hora antes do espetáculo. E a programação completa de cada cidade poderá ser acompanhada pelas redes sociais dos Velhos Palhaços e, no folder de divulgação do espetáculo, ao baixar o código QR.
Estavam presentes à apresentação em Mesquita as seguintes autoridades e convidados:secretário de Cultura de Mesquita, Kleber Rodrigues, o diretor do Circo Chatuba, Vinícius Daumas, o coordenador técnico de cultura de Mesquita, Felipe Araújo e a equipe de comunicação da Prefeitura de Mesquita; De Nilópolis, compareceram o chefe de Gabinete, Caio de Araujo e a jornalista July Moreira. Também  assistiu à apresentação a equipe da Escola de Cinema da EncontrArte Audiovisual.

O espetáculo

Com texto de Matei Visniec, direção de Anderson Marques, a peça retrata o reencontro, depois de trinta anos, de três palhaços numa sala onde aguardam uma entrevista de emprego. 

São palhaços, mas também homens cheios de angústias, lembranças e histórias para contar. Uma mistura de drama e comédia. Encenada por Fábio Mateus, Felipe Villela e Johnny Rocha, do grupo iguaçuano Velhos Amigos.

“Esta é uma remontagem da peça do romeno Matei Visniec, originalmente chamada de “Um Trabalhinho para Velhos Palhaços”, lembrou o ator Fábio Mateus. “Foi um desafio que assumimos com muito prazer. Trazer o texto de Visniec, que é tão atual, tão presente no dia a dia do brasileiro, para o palco”, explicou o diretor Anderson Marques.

“O trabalho corporal é fundamental porque representamos homens mais velhos que também são palhaços. Houve necessidade de uma grande preparação e concentração”, salienta Johnny Rocha. “Quem vai ficar com a vaga? Ou melhor, vale tudo para conseguir o que se deseja?”, pergunta o ator Felipe Villela.

Premiação e editais

Há cinco anos os atores Fábio Mateus, Felipe Villela e Johnny Rocha decidiram estudar o texto de Matei Visniec e montar o espetáculo, estreando no SESC São João de Meriti. Ao longo desse período, venceram editais de ocupação e fizeram apresentações no Teatro Gláucio Gill, em Copacabana, e no Teatro Café Pequeno, no Leblon.

Participaram do Festival Cenáculo, da 17ª edição do Festival EncontrArte de teatro e, no Festival Nacional de Passo, em Minas Gerais, receberam sete indicações e três premiações: melhor ator (Johnny Rocha), melhor espetáculo – escolhido pelo júri popular e melhor montagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: