Em carta, governadores pedem mais vacinas aos Estados Unidos

O Fórum dos Governadores enviou uma carta ao presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, nessa 3ª feira (25.mai.2021). No documento, os governantes pedem mais vacinas para os Estados brasileiros para evitar uma 3ª onda da covid-19. Eis a íntegra (500 KB).

Na carta, Wellington Dias (PT-PI), presidente do Fórum, pede que o Brasil seja contemplado com “ao menos, 10 milhões de doses” das vacinas que serão doadas pelos Estados Unidos. Também é citado o estudo que prevê um agravamento da doença e projeções de que o Brasil pode ter mais 200.000 mortes por covid-19 até setembro.

O governo norte-americano anunciou em 17 de maio que pretende enviar ao exterior um total de 80 milhões de doses de vacinas contra a covid-19. Os imunizantes são lotes excedentes para os Estados Unidos, que já conseguiram vacinar metade de sua população adulta.

Entre as vacinas que serão doadas até julho estão doses da AstraZeneca e da Pfizer, ambas com permissão de uso no Brasil. A OMS (Organização Mundial da Saúde), por meio do consórcio Covax Facility, vai ajudar os Estados Unidos a doarem as doses excedentes.

Na carta, Dias também cita a preocupação com o desenvolvimento da pandemia no Brasil. Uma das principais preocupações são as variantes do coronavírus, principalmente a indiana, desde que ela foi confirmada no Maranhão.

A variante chamada de indiana é potencialmente mais transmissível. Um dos indícios disso é a força com a qual a Índia foi atingida por uma nova onda da doença, com um aumento considerável no número de casos e no de mortes.

Essa trágica situação faz com que o Brasil figure, junto com a Índia, na classificação de alto risco, caracterizando-o como potencial deflagrador de uma grave crise social e econômica sem precedentes, com consequências negativas para além das suas fronteiras“, diz a carta.

Na carta, os governantes estaduais também pedem que o ministério faça um esforço para antecipar o recebimento de vacinas contra a covid-19. Os governadores querem acelerar a campanha de imunização.

Lamentavelmente, 80% da população brasileira ainda não foi vacinada, o que potencializa sobremaneira os riscos de disseminação da doença.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: