“É melhor ter exagero do que não ter CPI”, diz FHC

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso disse que, mesmo não gostando de CPIs (Comissões Parlamentares de Inquérito), acredita que elas servem como uma forma de moderar o poder dos governantes.

FHC participou na última 4ª feira (2.jun.2021) do Liberdade 65, programa dos advogados Dora Cavalcanti e Augusto de Arruda Botelho. Veja a íntegra aqui.

A declaração foi feita quando Botelho pediu que o ex-presidente comentasse a CPI da Covid, que avalia as ações do governo federal no combate à pandemia da covid-19. FHC disse que “não tem paciência” para ver as sessões completas, mas que tem acompanhado algumas partes.

Pode parecer que é só o show, contém partes de show, mas além disso é um instrumento de defesa da sociedade. O governo não pode dormir porque a CPI acorda, sacode, né?”, falou o ex-presidente.

Às vezes há exagero, precisa entender, mas não tem problema. É melhor ter exagero do que não ter CPI”, declarou.

FHC afirmou que os governantes precisam assumir as responsabilidades do que ocorre ao longo de suas gestões. “A primeira tentativa do nosso atual governante é de não assumir a responsabilidade. ‘Não é nada, é uma gripezinha’. Está errado”, falou.

O ex-presidente avaliou que faltou solidariedade e iniciativa ao governo federal. FHC disse que a importância da CPI da Covid “é chamar a atenção do governo para o que ele pode fazer”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: