Dr. Luizinho participa de reunião do Comitê de Coordenação do Coronavírus

Dr. Luizinho participa de reunião do  Comitê de Coordenação do Coronavírus

Carteira de vacinação online, passaporte verde da imunidade, a abertura de mais vagas de residência médica e a criação de políticas públicas para amparar os milhares de órfãos deixados pela pandemia. Representando nesta quarta-feira (14), o Presidente da Câmara dos Deputados, deputado Artur Lira (PP-SE) na reunião semanal do Comitê de Coordenação Nacional para Enfrentamento da Pandemia, no Palácio do Planalto, o deputado Dr. Luizinho (PP-RJ) levou esses quatro temas ao presidente Jair Bolsonaro; ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga; ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco; ao secretário de Governo, Luiz Eduardo Ramos; e à secretária especial de Combate à Covid-19 Francieli Fantinato, que compõem o Comitê.

Prevista no PL 468/18, de autoria de Dr. Luizinho, a carteira de vacinação online nada mais é do que um aplicativo de celular, semelhante ao usado por vários países, que ajudará a agilizar o processo de notificação dos vacinados e fazer a busca ativa para a segunda dose. Hoje, as prefeituras têm dificuldade em manter atualizadas as informações, que algumas vezes chegam com atraso de semanas ao Conect SUS. Este aplicativo, de fácil preenchimento, já geraria automaticamente o passaporte verde da imunidade, uma exigência que vários países já estão fazendo para permitir e entrada de viajantes.

O deputado elogiou a iniciativa do ministério de aumentar de forma imediata as vagas de residência médica e multiprofissional no Brasil, tema que tem sido uma importante bandeira do mandato do deputado. “Hoje todos aprendemos a importância que tem um fisioterapeuta e um médico especializado em CTI e por isso é fundamental a valorização da formação”, afirmou Dr. Luizinho.

Por último, o deputado abordou o drama dos órfãos da Covid, tema da audiência pública realizada terça-feira (13) na Comissão Externa de Enfrentamento à Pandemia da Câmara, da qual Dr. Luizinho é presidente.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, durante entrevista coletiva após reunião do Comitê Nacional de Enfrentamento à Pandemia de Covid-19.

“O Brasil infelizmente tem um número de cerca de 50 mil órfãos, que perderam pai, mãe ou os avós que eram arrimos da família. São crianças e jovens que estão vivendo, além do trauma psicológico, as consequências financeiras dessa tragédia”, disse. “Precisamos mapear esses jovens e criar um programa efetivo para amparar essas crianças e jovens porque essa pandemia vai deixar marcas por muito tempo ainda e não podemos nos omitir”, afirmou.

Após a reunião do Comitê, Dr. Luizinho participou da coletiva de imprensa que contou ainda com o presidente do Senado, Rodrigo Pachedo (DEM-RO), do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga e da ministra-chefe da Casa Civil, Flávia Arruda, quando foi anunciada a chegada de 15,5 milhões da vacina Pfizer até junho e as providências do Governo para garantir o Kit de anestésicos para intubação, considerado pelo deputado “o grande problema do Brasil neste momento”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: