Dia do Meio Ambiente: Governo do Estado reinaugura núcleo Piraquara no Parque Estadual da Pedra Branca

Governador plantou a primeira muda do projeto ‘Florestas do Amanhã’ que vai reflorestar 1,1 mil hectares de Mata Atlântica no Rio de Janeiro

Para celebrar o Dia Mundial do Meio Ambiente, o Governo do Estado reinaugurou, neste sábado (05/06), o núcleo Piraquara do Parque Estadual da Pedra Branca, na Zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro, uma das maiores florestas urbanas do mundo.  Fechada desde março do ano passado em virtude de uma forte chuva, a área de lazer passou por uma revitalização realizada pela Secretaria de Estado do Ambiente.

Os visitantes do núcleo Piraquara vão encontrar uma série de melhorias: dois conjuntos de equipamentos para ginástica, novos brinquedos, banheiros masculino e feminino, uma quadra de vôlei com arquibancada, bancos, mesas para piquenique e uma praça de banho no Rio Piraquara. Além disso, os muros de pedra, guarda-corpos, grades e proteção foram trocados. Houve ainda drenagem da área urbanizada.

– Estamos entregando à população um equipamento que dá qualidade de vida às pessoas, dá dignidade, um local onde as crianças possam brincar de forma saudável. Falar de ambiente é falar de amor às próximas gerações – ressaltou o governador Cláudio Castro, que plantou a primeira muda do projeto ‘Florestas do Amanhã’.

Com a iniciativa, o estado vai reflorestar um total 1,1 mil hectares de Mata Atlântica com o plantio de 2,5 milhões de mudas de espécies endêmicas do bioma. A meta é que o Rio de Janeiro seja o primeiro estado do Brasil a cumprir o Acordo de Paris, tratado mundial que tem o objetivo de reduzir o aquecimento global

Para o secretário do Ambiente, Thiago Pampolha, a revitalização do espaço de lazer ajuda a conservação e a conscientização dos frequentadores.

– Ações como essa são emblemáticas, representam a retomada do estado para dias melhores. Precisamos despertar consciência, alimentar a educação ambiental nas crianças e nas escolas, que cada um de nós possa refletir sobre as gerações que queremos deixar – afirmou.

Fauna e flora com grande diversidade

O Parque Estadual da Pedra Branca abrange 11 bairros da Zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro e é uma das unidades de conservação ambiental do Instituto Estado do Ambiente (Inea), com cerca de 12.500 hectares de extensão. Nela, é possível encontrar uma fauna que reúne, entre outros animais, onça parda, jaguatirica, preguiças, tamanduás, tatus, tucanos e cotias.

O presidente do Inea, Philipe Campello, destacou que o Governo do Rio é responsável pela conservação de quase um terço das áreas verdes no estado.

– Hoje é um dia muito importante para a conservação da natureza no mundo, e não tem como não associar a natureza à humanidade, à forma como vamos lidar com essa área daqui para o futuro em relação à qualidade de vida. Atualmente, o Estado do Rio tem 1,3 milhão de hectares de cobertura vegetal. Desses, 477 mil são áreas protegidas do governo do estado. É um prazer fazer parte da luta pela conservação ambiental – afirmou.

Moradores comemoram

Moradora da Zona Oeste do Rio, Maria Caetano dos Santos, de 58 anos, contou ter o costume de fazer caminhadas ao ar livre e disse estar feliz com a revitalização do local.

– A cachoeira aqui é maravilhosa, e agora, com essa revitalização, vai ficar melhor ainda. Esses aparelhos de ginástica novos também são muito bons para nossa qualidade de vida, ótimos para exercícios ao ar livre.

Durante o evento, houve atividades para deixar a população mais próxima da natureza, como explicou o coordenador de biodiversidade da secretaria de Estado de Ambiente, Francisco Carrera.

– Estamos oferecendo à população uma oficina de kokedama, que são os jardins suspensos de musgos que os japoneses fazem. É uma nova alternativa em jardinagem totalmente sustentável. A nossa preferência hoje é fazer com espécies que são invasoras do parque. Em vez de cortar e matar a plantinha, você pode transformar em uma linda decoração para dentro de casa e superfácil de cuidar.

5 de junho: Dia do Meio Ambiente

Instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU), o Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado todo 05 de junho, surgiu durante a Conferência de Estocolmo, em 1972. Tem como objetivo chamar a atenção de todas as esferas da população para os problemas ambientais e para a importância da preservação dos recursos naturais, que até então eram considerados, por muitos, inesgotáveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: