Dia do descobrimento do Brasil, marca o nascimento de novos Japerienses

O dia 22 de abril, é conhecido há 524 anos como o dia do ‘Descobrimento do Brasil’, mas para três famílias de Japeri essa data agora tem novo significado, o nascimento de novos membros das famílias. As crianças, Enzo, Noah e Rayla, nasceram nesta segunda-feira, (22), no Hospital Rio Saúde, em Duque de Caxias, fruto da parceria da unidade com a Prefeitura de Japeri.  

Com acompanhamento pré-natal realizado em Unidades Básicas de Saúde de Japeri, as gestantes que já haviam completado 40 semanas e tinham indicação clínica para parto cesáreo, foram agendadas para o procedimento. Foi o caso de Simone de Souza, mãe do bebê Enzo. Ela e o marido, Wilcer de Oliveira, completaram o oitavo filho e optaram pelo parto cesáreo com a laqueadura. “Ele já é o xodó dos irmãos. É o oitavo, mas cada um é único e estamos muito felizes com a chance de realizar a laqueadura”, disse o pai. 

Já a avó coruja de Noah, a dona de casa Rogéria Nogueira, destacou a qualidade do atendimento durante o pré-natal no bairro Mucajá e a atenção recebida na assistência prestada a sua filha no Hospital Rio Saúde. “Minha filha já tem um casal de filhos com, 11 e 8 anos, agora tenho mais um netinho para me alegrar, o Noah. Estamos muito felizes porque correu tudo bem e ela vai pôde optar em fazer a laqueadura”, disse a avó da criança que nasceu pesando, 2,9kg e com 51 centímetros. 

A Prefeita Dra. Fernanda Ontiveros, que é médica neonatologista, uma área da medicina especializada nos cuidados de recém-nascidos, conversou com as famílias e destacou a importância da rede de apoio no trato com os bebês. “Esse momento é muito importante para a formação do vínculo familiar. A mãe precisa ser assistida para amamentar com tranquilidade e estar bem para os cuidados com ela e com o bebê. Toda a rede de apoio é importante, a participação paterna, dos irmãos mais velhos, avós e tios. Todos devem participar desse momento e acolher mãe e bebê”, explicou a gestora.  

O pai da única menina nascida neste dia, Ivan Romário, agradeceu a atenção recebida pela filha Rayla, que nasceu com 2,9kg e 51 centímetros, e pela esposa, Juliana Alves, que estava acordada e feliz logo após a cirurgia. “Estamos muito felizes. Nossa filha é quietinha, recebeu todos os cuidados e minha esposa passa bem”, relatou Romário.  

As mamães receberam uma orquídea azul, planta que simboliza tranquilidade, lealdade, harmonia e confiança. Além disso, representa também um amor raro e belo como a maternidade. 

 

Acompanhamento mamãe e bebê 

As puérperas terão atendimento no Centro Municipal de Especialidades de Engenheiro Pedreira, 10 dias após o parto, quando ocorre a retirada de pontos e avaliação do período pós-parto.  

Segundo a médica da unidade, Sheila Gonzalez, a atenção às mães não termina ali após o parto. “Estaremos com elas na retirada dos pontos e na observação das crianças na puericultura. Nossa parceria com a Prefeitura de Japeri não está só na prestação de um serviço. Estamos comprometidos com a qualidade da saúde da população e queremos ver a geração dessa parceria crescer bem e saudável”, disse profissional que é responsável pelo atendimento no pós-parto.  

“Nós queremos ver nossa população bem atendida nas suas necessidades. Temos um pré-natal de excelência, uma puericultura de muita qualidade. Ainda estamos trabalhando pelo nosso hospital com maternidade, mas agimos para suprir a necessidade das gestantes que precisam do serviço hoje. Minha presença aqui, é não só para ver as crianças, que são lindas e saudáveis, graças a Deus, mas para receber das famílias esse retorno do atendimento. As ações de sucesso a gente amplia para que possam alcançar outras pessoas. E realizamos também a escuta para saber onde temos que melhorar”, disse a prefeita.  

Ao voltarem para casa, os bebês iniciam nas Unidades Básicas de Saúde, dos locais onde residem,  a puericultura, período em que ocorrem as consultas de rotina que acompanham o desenvolvimento da criança no primeiro ano de vida. Além do ciclo vacinal e dos testes obrigatórios para os recém-nascidos que são: o teste do pezinho, a tipagem sanguínea, o teste da orelhinha, do olhinho, do coraçãozinho e da linguinha, indicados logo na primeira semana de vida.  

As crianças que nasceram no município de Duque de Caxias, de acordo com a Lei 13.484/2017, que inseriu do §4º ao artigo 54 da Lei de Registros Públicos (Lei 6.015/1973) e que dá aos pais o direito de escolher o local de nascimento do filho: ou será o local de nascimento ou será o local de residência dos pais. A opção é feita pelos pais no ato do registro e todas as famílias informaram sem dúvidas a decisão de que as crianças são japerienses. 

“Japeriense com orgulho!”, disse o pai de Rayla que tem nome do jogador campeão, Romário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *