fbpx

Dia de Finados no Rio: veja a programação dos cemitérios

Com o aumento da vacinação contra a Covid, este ano a expectativa é de um aumento de visitas aos cemitérios do Rio de Janeiro, no Dia de Finados, nesta terça-feira (2).

Alguns prepararam uma programação especial para o movimento maior, sem deixar de lado os protocolos de saúde contra a pandemia.

Missas com o arcebispo

Arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani Tempesta vai celebrar missas pelo Dia de Finados em três cemitérios do Rio. — Foto: Jose Lucena/Futura Press/Estadão Conteúdo

Durante todo o dia, o cardeal Dom Orani Tempesta, cardeal-arcebispo do Rio de Janeiro, estará celebrando missas em homenagem aos mortos pela cidade. 

  • 8h – Missa no Cemitério e Crematório da Penitência, no Caju
  • 9h30h – Deposição de flores na Quadra dos Padres, no Caju
  • 11h – Missa no Jardim da Saudade, em Sulacap
  • 14h – Inauguração da nova ala do Cemitério Vertical Memorial do Rio, em Cordovil
  • 16h –  Missa e deposição de flores na Quadra dos Indigentes, no Cemitério de Santa Cruz, em Santa Cruz

“Neste ano, de maneira muito especial, nós queremos fazer esse momento um dia daqueles que perderam seus entes querido e não puderam velar por eles, não puderam fazer exéquias, nem sequer conseguiu despedir-se por causa da pandemia”, disse Dom Orani.

“Acho que todo mundo tem algum parente, algum amigo, algum conhecido que partiu nesse tempo de pandemia. Nós nos colocamos em oração por eles. E ao mesmo tempo pedir ao Senhor nós que ficamos, que nós façamos o bem enquanto estamos vivendo pra ajudar o mundo a ser melhor”, destacou.

A concessionária Rio Pax informou que não haverá programação especial para o Dia de Finados no Cemitério São João Batista, em Botafogo, na Zona Sul do Rio. O horário de funcionamento do cemitério é das 8h às 17h.

Programação de Finados nos cemitérios do RJ

Cemitério de São Francisco Xavier (Caju)

Além do velário principal, o Cemitério São Francisco Xavier vai disponibilizar outros velários móveis no Dia de Finados — Foto: Reprodução/Reviver

Um dos maiores cemitérios da América Latina, o Cemitério de São Francisco Xavier, no Caju, terá missas de hora em hora, celebradas a partir das 8h.

Especialmente para o Dia de Finados, a concessionária Reviver programou um painel de mensagens com tags especiais para o visitante que desejar homenagear seus mortos. Além do velário principal, foram montados velários móveis em pontos acessíveis do cemitério.

O cemitério também montou um esquema especial para o visitante, com técnicos de enfermagem para atendimento, aferição de pressão e glicose, se necessário. Foram instalados banheiros químicos e totens com álcool em gel para higienização das mãos.

Os demais cemitérios administrados pela concessionária Reviver – Cacuia, Ricardo de Albuquerque, Murundu, Guaratiba, Paquetá e Santa Cruz – estarão abertos para visitação das 7h às 18h.

Cemitério de São Francisco Xavier (Caju) – das 7h às 18h

  • Missas: de hora em hora a partir das 8h

Cemitério de Guaratiba

  • Missas: 8h e 10h

Cemitério de Ricardo de Albuquerque

  • Missas: das 8h às 16h, de hora em hora

Cemitério de Santa Cruz

  • Missa:  8h, 10h e celebração especial às 16h, com Dom Orani Tempesta

Cemitério da Penitência

O Crematório e Cemitério da Penitência, no Caju, na Zona Portuária do Rio, preparou uma programação especial para o Dia de Finados. Além da primeira missa, às 8h, celebrada por Dom Orani, um drone vai sobrevoar o local, após a missa, com uma faixa de 20 metros com uma mensagem do cardeal. Os visitantes poderão homenagear seus mortos, colocando os nomes deles na faixa. 

Outras duas homenagens estão previstas para após as missas das 10h e das 17h, presididas pelo padre Pedro Paulo. Após a missa das 10h, a assistente social Márcia Torres e o psicólogo Paulo Vitor, coordenadores da campanha “A vida não para” – projeto de apoio às pessoas enlutadas – , vão comandar uma revoada de balões. Os visitantes poderão escrever nomes ou mensagens nos balões, antes de eles serem soltos.

Depois da missa das 17h, será a vez do projeto “Iluminando memórias”, que consiste no acendimento de mil velas no cemitério, como informa o superintendente da Penitência, Alberto Brenno Júnior.

 “A vela simboliza a luz, o valor da vida. E o fogo, a energia que revigora o sentimento. Nossa equipe fará uma homenagem coletiva a todos que se foram, especialmente aos que tiveram suas vidas interrompidas pela Covid”, disse Brenner Júnior.

Em 2018, antes da pandemia, parentes soltaram balões com nomes e mensagens em homenagem aos mortos, no Cemitério da Penitência — Foto: Reprodução/Facebook

Cerca de 20 famílias já confirmaram presença e outras 89 pediram a inclusão no programa. Duas outras ações vão marcar o Dia de Finados.

Durante o dia, na Estação Saudade os visitantes poderão fixar fitas brancas com a palavra “saudade” num painel e apreciar a poesia criada por Allan Dias Castro para o momento. 

No Espaço Zen, quatro vídeos com a Monja Coen e o poeta Allan Dias Castro serão exibidos na sala adaptada para a atividade. Os temas abordados por eles são: saudade, significado da  vida, luto e gratidão. Alternadamente, outros quatro vídeos convidam o visitante a fazer uma meditação guiada pela psicoterapeuta Elisângela Rosa Lima. No local, terá ainda o chamado ‘Varal da saudade’, onde os familiares poderão pendurar fotos dos seus entes queridos.

  • Crematório e Cemitério da Penitência – das 7h às 20h
  • Missas: 8h, 10h e 17h

Memorial do Carmo

No Memorial do Carmo, no Caju, será celebrada uma missa às 10h. Quem ainda não se sente seguro para sair de casa poderá acompanhar pelo YouTube.

Pelo site do Memorial do Carmo, também é possível acender velas virtuais e ornamentar os túmulos com flores.

  • Memorial do Carmo – das 7h às 19h
  • Missa: 10h 

Jardim da Saudade de Sulacap e Paciência

Para este ano, o Jardim da Saudade preparou programações inéditas nos cemitérios de Sulacap e de Paciência, na Zona Oeste.

Em Sulacap, a partir das 6h, os visitantes serão convidados a percorrer o Túnel-Memorial com 70 mil flores, representando as vítimas da Covid no estado. O caminho florido leva até uma capela 3D, onde será exibido um filme imersivo em memória de todos os entes. O percurso do túnel convida a reflexão para o ritual da passagem, o dom da vida e a eternidade.

Médicos e enfermeiros do SUS homenageados

Médicos e enfermeiros participam de uma homenagem durante a inauguração do monumento “Mãos do Universo”, que representa as três grandiosas mãos, que foram os pilares da pandemia: a medicina, a ciência e a fé. Na obra do escultor Hildebrando de Lima, um grupo de 10 médicos e de enfermeiros do SUS será homenageado.

A médica pneumologista e pesquisadora da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) Margareth Dalcolmo, incansável no propósito de propagar a importância da vacinação, e toda a comunidade científica, que em tempo recorde, desenvolveu as vacinas, também serão homenageadas. A cerimônia acontece as 10:30 no cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap.

A programação ainda inclui o concerto de piano “Sinfonia das flores”, às 10h e às 12h, e missa celebrada por Dom Orani, às 11h.

Os visitantes ainda poderão escrever o nome de seus homenageados no Memorial dos Corações, cuja missa será realizada pela intenção de todos os nomes.

Em Paciência, também haverá um concerto de piano, a “Sinfonia do coração”, às 10h e às 12h, e missa pelos mortos às 11h. E um Mural-Memorial será montado será realizado a partir das 6h.

“Toda a programação foi pensada com muito carinho para acolher as famílias nestes dois anos tão difíceis com tantas perdas e sofrimento”, explica a diretora Fabienne Bezerra.    

  •  Jardim da Saudade de Sulacap e de Paciência – 24 horas
  • Missa: 11h

Cemitérios de Vila Rosali, Éden e São Lázaro

Os cemitérios municipais de São João de Meriti, na  Baixada Fluminense, vão distribuir 2.500 mudas de ipê aos visitantes  — Foto: Divulgação/Casa do Luto São João Batista

Em São João de Meriti, na Baixada Fluminense, os cemitérios municipais Vila Rosali, Éden e São Lázaro terão uma ação especial para a data. Serão distribuídas mais de 2.500 mudas de ipê, espécie arbórea conhecida pelas flores de cores vibrantes, aos visitantes. As mudas serão entregues com instruções de cultivo e cuidados.  https://tpc.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

Segundo Vinicius Chaves de Mello, diretor executivo da Casa de Luto São João Batista, concessionária que administra os cemitérios da cidade, a escolha tem um significado especial. 

“Por ser uma região muito urbanizada e com poucas árvores, escolhemos homenagear os visitantes com mudas de ipê para estimular a arborização da cidade e, com isso, reforçar a importância de cuidarmos do meio ambiente e melhorar a qualidade de vida de seus habitantes”, disse Mello. 

Serão realizadas duas missas, às 9h e às 14h, com transmissão pelo YouTube e pelo Facebook.

Em frente à entrada principal, cada cemitério terá um grande mural para as pessoas a escreverem o que elas desejam fazer antes de morrer, com a frase inicial “Antes de morrer eu quero…”. O objetivo é estimular a reflexão e realização dos sonhos de cada um.

  • Cemitérios Vila Rosali, Éden e São Lázaro – das 9h às 17h
  • Missas: 9h e 14h

Cemitério Jardim Mesquita

Prevendo um aumento do número de visitantes no Dia de Finados, com redução dos casos de Covid-19, a prefeitura de Mesquita decidiu alterar o trânsito nos dias 1º e 2 de novembro, na Avenida Eternidade, na Vila Emil. Para facilitar a visita ao Cemitério Jardim Mesquita, a avenida funcionará em mão única. Agentes de trânsito vão orientar os motoristas.  A prefeitura orienta que os visitantes que vão ao cemitério dêem preferência ao transporte público. Moradores do entorno do cemitério deverão acessar suas residências pela Rua Rodolfo Pessoa, no sentido Cosmorama, das 7h às 18h.

  • Cemitério Jardim Mesquita – das 8h às 18h

Cemitério Municipal de Nova Iguaçu

Além das missas, o Cemitério Municipal de Nova Iguaçu, vai recepcionar visitantes com saxofonistas durante todo o Dia de Finados  — Foto: Reprodução/Concessionária São Salvador

Além de missas, o Dia de Finados no Cemitério Municipal de Nova Iguaçu vai ter apresentações de saxofonistas ao longo de toda a visitação, das 8h às 17h.

Duas celebrações estão marcadas para acontecer pela manhã. Às 8h para fiéis da Paróquia Sagrado Coração de Jesus e às 10h para frequentadores da Paróquia Nossa Senhora de Fátima e São Jorge. A última missa será celebrada às 16h, para fiéis da Paróquia José Operário.

Para reforçar as medidas de prevenção à Covid-19, a concessionária São Salvador manterá os protocolos de segurança para as visitas, com uso indispensável de máscara e álcool gel. Postos de higienização das mãos estarão montados em pontos estratégicos do cemitério e terá ainda aferição de temperatura na entrada.

Os cemitérios de Austin, Engenheiro Pedreira, Japeri, Marapicu, Mesquita, Iguaçu Velho e Jaceruba também estarão abertos para visitas a partir das 8h com encerramento às 17h.

Cemitério Municipal de Nova Iguaçu – das 8h às 17h

  • Missas: 8h, 10h e 16h

Cemitério de Iguaçu Velho

  • Missa: 10h

Cemitério de Marapicu

  • Missas: 9h e 16h

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: