Deputado aciona corregedorias da PM e Polícia Civil após agressão sofrida por mototaxista

Léo Vieira, líder do PSC na Alerj, considera “inadmissível” caso ocorrido em São Gonçalo

A denúncia de um mototaxista, vítima de agressão e abuso de autoridade durante blitz da Polícia Militar em São Gonçalo, na Região Metropolitana, mobilizou a liderança do PSC na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) nesta quinta-feira (13/04).
O deputado estadual Léo Vieira vai acionar a Corregedoria da Polícia Militar, para averiguar a conduta do policial militar; e também a Corregedoria da Polícia Civil, para saber por que a delegacia não registrou a ocorrência.
O mototaxista Matheus Henrique de Andrade Monteiro afirma ter sido parado quatro vezes pela mesma equipe da PM e, na última abordagem, ao decidir filmar a ação, foi imobilizado e agredido, e um policial militar ainda tentou tomar o telefone celular do rapaz.
Além disso, mesmo com a documentação correta, o mototaxista teve o veículo retido. O incidente ocorreu na Avenida Joaquim de Oliveira, bairro Porto da Pedra, em São Gonçalo.
“A categoria dos mototaxistas já é muito sofrida e vem sofrendo perseguição por parte de alguns agentes públicos. Não podemos permitir que trabalhadores honestos sejam desrespeitados e agredidos. Estamos cobrando respostas das corregedorias até para evitar que casos semelhantes voltem a ocorrer”, afirma o deputado estadual Léo Vieira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *