fbpx

Defesa Civil vai atuar com reforço no efetivo durante o verão em Petrópolis

O verão chegou em um dia tranquilo, de céu azul e sol quente, nesta terça (21), em Petrópolis, na Região Serrana do Rio.

A estação mais quente do ano, que termina no dia 20 de março de 2022, começou e também acendeu o alerta quanto às ocorrências causadas pelas chuvas, que tanto castigam a Cidade Imperial.

Só neste ano, antes do período chuvoso, de outubro até esta terça (21), 392 ocorrências foram registradas em Petrópolis. A maioria foi de queda de barreira.

Em outubro, mês com bastante ocorrência de chuvas fortes em Petrópolis, o maior acumulado foi registrado no Independência, de quase 600 mm. De novembro até esta terça (21), o maior acumulado também foi no mesmo bairro, de 850 mm.

Verão chegou em um dia tranquilo, de céu azul e sol quente, nesta terça (21), em Petrópolis, no RJ — Foto: Lucas Machado

Ainda que a cidade tenha vivido períodos com bastante chuva mesmo antes do verão, durante a estação a expectativa é que chova abaixo da média em todo o Estado do Rio de Janeiro, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

“Podemos esperar pancadas típicas de verão. O dia fica com temperaturas elevadas, o céu com poucas nuvens e, depois pode haver pancada de chuva de forma isolada”, disse Hana Carolina Vieira da Silveira, meteorologista da Defesa Civil.

No Centro Integrado de Monitoramento e Operações (Cimop), 56 câmeras acompanham a cidade de Petrópolis, no RJ — Foto: Lucas Machado

Em caso de chuva forte, dez equipes trabalharão nas ruas, entre agentes da Defesa Civil e assistentes sociais. Se a situação for de crise, esse número aumenta para dezesseis equipes.

Além das equipes de rua, cerca de cinquenta agentes trabalham internamente no monitoramento. No Centro Integrado de Monitoramento e Operações (Cimop), que fica na sede da Defesa Civil, no Morin, 56 câmeras acompanham a cidade.

Nos cinco distritos, estão espalhadas 18 sirenes, 17 pontos de apoio, cinco estações geotécnicas e 51 pluviômetros.

O telefone de emergência da Defesa Civil é o 199, e o morador de Petrópolis pode enviar uma mensagem com o CEP para o 40199 e receber boletins meteorológicos da cidade, para acompanhar as mudanças climáticas e se prevenir, caso necessário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: