fbpx

Crianças da ONG Casa Vida visitam horto municipal de Belford Roxo

O Horto Municipal de Belford Roxo recebeu a visita das crianças da ONG Casa Vida para uma aula sobre meio ambiente um pouco diferente. Com diversas espécies de vegetais, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Sema) explicou todo o processo e cuidados com uma muda. Elas aprenderam ainda sobre o Ecoponto. Além disso, foi firmada uma parceria para a revitalização das margens do rio Botas, projeto da ONG que consiste em transformar as lixeiras em jardins.  

De acordo com o responsável pelo Projeto de Educação Ambiental, João Carlos Braga, a intenção é de que o horto se torne uma área de interação com a comunidade. “Fomos procurados pela ONG para dar suporte técnico de educação ambiental para o projeto deles de revitalização dos canais na cidade. Além de firmar a parceria, fomos além. Convidamos as crianças para passar um pouco do nosso conhecimento e elas serem multiplicadoras. É importante ter essa consciência de cuidados desde bem cedo e serem exemplos para adultos”, destacou João.  

Sementes do bem

Atualmente, a ONG Casa e Vida cuida de 18 crianças. Além de abordar outras áreas como educação e ensino religioso, um dos pilares é a educação ambiental. O projeto Rio Limpo consiste em transformar as lixeiras que ficam às margens dos canais em jardins, começando pelo rio Botas. “Queremos colaborar com o prefeito Waguinho que se preocupa bastante com a questão ambiental. A ideia para buscar a parceria surgiu da minha esposa que viu o horto. Fizemos contato com a Secretaria que nos abraçou imediatamente. Queremos plantar sementes do bem nas crianças”, explicou o representante do projeto na ONG Casa Vida, Caio Azevedo.  

            Os amigos Levi Oliveira, 9 anos, e Julie Oliveira, 13, gostaram bastante da experiência no Horto Municipal. “Foi muito legal, principalmente porque aprendemos a cuidar do meio ambiente. Vou cuidar melhor ainda das plantas que tenho em casa”, resumiu Levi. “O João nos ensinou muita coisa sobre diferentes espécies, e tem uma parecida com a minha antiga escola e que me trouxe lembranças. Foi uma oportunidade de aprendizado incrível. Antes, eu não fazia o processo para plantio corretamente, agora aprendi”, acrescentou Julie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: