Covid-19: Macaé adota novas restrições

A Prefeitura de Macaé adotou novas restrições para controle da disseminação do coronavírus no município. O anúncio das medidas foi antecipado pelo prefeito Welberth Rezende na tarde desta sexta-feira (12), em entrevista as rádios, entre elas, permanece em vigor o decreto 058/2021, que trouxe regras de horário para o funcionamento de estabelecimentos.  

O prefeito explicou que a decisão de ampliar as ações foi definida pelo Comitê de Combate ao Covid, grupo técnico-científico formado por especialistas na área de Covid-19, com profissionais de diferentes áreas de atuação da rede pública e privada.

“O Comitê se reúne semanalmente, às quintas-feiras, e analisa o cenário do município. A taxa de ocupação de leitos, que teve alta na semana passada, se manteve em alta esta semana, e o aumento no número de novos infectados fez com que o município entrasse na faixa laranja. Esses indicadores acendem um sinal de alerta e apontam a necessidade de novas intervenções na tentativa de frear esse avanço”, detalhou, informando que na reunião do Comitê, na próxima semana, os dados serão novamente avaliados e ponderado a possibilidade de flexibilização ou aumento das restrições.

Barreiras Sanitárias

A partir das 6h deste sábado (13), serão retomadas as barreiras sanitárias nos acessos de Macaé. Com isso, será permitida a entrada apenas de pessoas que comprovarem vínculo com o município, seja de trabalho ou moradia. A comprovação deve ser feita por documento correspondente que poderá ser apresentado em meio físico ou digital.

Aumento da fiscalização

A fiscalização do governo municipal será intensificada com ações diurnas e noturnas. O objetivo é coibir situações de desrespeito ao distanciamento social, ao uso da máscara, e outras obrigações sanitárias previstas em decretos.

Frota de ônibus e novos leitos de UTI

O prefeito destacou o aumento no número de ônibus em circulação no município. “Sabemos da dificuldade dos usuários e conseguimos dobrar a frota que era de cerca de 90, em dezembro do ano passado, para 180, atualmente”, afirmou.

Sobre outra preocupação, o número de leitos de UTI, Welberth salientou a abertura, na última semana, de mais 8 leitos. “Determinei ontem a compra de novos respiradores e monitores para podermos ampliar ainda mais este número”, pontuou.

Vacinação

O prefeito falou ainda que Macaé segue o plano nacional de vacinação e do desejo de que o município possa comprar diretamente mais doses para acelerar o público imunizado. “Criamos um sistema local, desenvolvido pelos nossos técnicos, o Vacina Macaé, onde é possível acompanhar o andamento da vacinação e dar transparência a todo esse processo. Estamos atuando de acordo com o número de doses que recebemos do Governo Federal. Nenhum município do Brasil conseguiu comprar vacina. Estamos prontos para comprar e vacinar”, reiterou Welberth.

“Hoje foi aprovado na Câmara Municipal, e eu agradeço aos vereadores, o protocolo de intenções firmado entre os municípios brasileiros para a compra de vacinas contra o coronavírus. Além disso, estamos em contato com o Butantã, com os consulados da China e da Índia, cujo cônsul esteve em reunião comigo na semana passada, enfim, fazendo todo o esforço possível para conseguirmos essa compra direta”, informou.

“O momento requer a colaboração de todos. Sabemos que as restrições podem ser duras para alguns segmentos, mas nada disso vai adiantar se não tivermos o apoio da população. Se cada um estiver fazendo a sua parte ao evitar aglomerações, respeitar o distanciamento social, usar a máscara e o álcool em gel, quando não for possível lavar as mãos, somente assim, juntos, conseguiremos vencer o covid-19”, concluiu.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: