Coronavírus: Reino Unido anuncia reabertura após queda de casos de covid com lockdown e vacinas

Todas as escolas na Inglaterra devem reabrir em 8 de março, como parte de um plano “cauteloso” do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, para suspender o lockdown contra o coronavírus.

Johnson pretende anunciar nesta segunda-feira (22/02) seu roteiro detalhado para a reabertura do Reino Unido, após dois meses de um lockdown severo.

A média diária de pessoas infectadas saltou de 15 mil, no final de novembro, para 60 mil em janeiro. Agora, após o lockdown e o avanço da vacinação, essa média caiu para 11 mil. No total, 4,1 milhões de pessoas pegaram o coronavírus e 120 mil morreram.

Do que já se sabe dos planos de Johnson, até seis pessoas (ou duas famílias) poderão se reunir ao ar livre a partir de 29 de março. As regras serão suspensas em etapas, e quatro condições devem ser atendidas em cada uma dessas fases.

A primeira etapa de reabertura será dividida em duas partes:

De 8 de março: todas as escolas serão reabertas com esportes e atividades ao ar livre após as aulas permitidas. Recreação em um espaço público — como em parques — será permitida entre duas pessoas de casas diferentes, o que significa que elas poderão se sentar para tomar um café, beber ou fazer um piquenique.

A partir de 29 de março: encontros ao ar livre de seis pessoas ou duas famílias serão permitidos. Entende-se que isso incluirá encontros em espaços privados abertos, como jardins de casas. As instalações esportivas ao ar livre, como quadras de tênis ou basquete, serão reabertas e os esportes organizados para adultos e crianças, como futebol de base, também retornarão. Embora as escolas estejam programadas para reabrir a todos os alunos em 8 de março, acredita-se que alguns dias de flexibilidade podem ser incluídos para permitir que medidas como testes em massa sejam implementadas. Também em 8 de março, novas regras permitirão que cada lar de idosos residente na Inglaterra tenha um visitante regular, com quem eles podem ficar de mãos dadas.

E a partir de 29 de março também ficou claro que as pessoas mais uma vez poderão viajar para fora de suas áreas residenciais — embora a orientação provavelmente recomende permanecer no local e pernoites não serão permitidos.

Dados sobre a propagação da doença serão usados para tomada de decisões em cada etapa da retirada das restrições, disse Johnson.

“Seremos cautelosos sobre esta abordagem para não desfazer o progresso que alcançamos até agora e os sacrifícios que cada um de vocês fez para manter a si e aos outros seguros”, acrescentou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: