Coronavírus: Cristiano Ronaldo aceita corte salarial na Juventus, diz jornal

Cristiano Ronaldo em ação pela Juventus diante de estádio vazio por conta do coronavírus

Um dos jogadores mais bem pagos do planeta, Cristiano Ronaldo concordou em abrir mão de pelo menos um mês e meio de salários durante a pandemia do coronavírus, que paralisou o futebol em todo o mundo. A informação é do jornal italiano “Tuttosport”.

Diante do cenário de crise econômica que se desenha, os clubes europeus têm estudado medidas para reduzir custos. Entre elas, está a renegociação dos salários dos jogadores. Na Juventus, não será diferente. A Velha Senhora se apoia em um projeto apresentado pelo capitão Giorgio Chiellini, formado em Economia e mestre em Administração.

Ainda há detalhes a serem discutidos entre os dirigentes e o elenco da Juventus, mas os italianos parecem já ter recebido o sinal verde de sua principal estrela.

Medidas semelhantes devem ser adotadas por diversos clubes ao redor do mundo, independentemente da pujância financeira que ostentam. Barcelona e PSG, por exemplo, são outros gigantes que devem cortar parte dos salários dos atletas em meio à crise.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TV Prefeito