fbpx

Constantes trocas escancaram dificuldade do Vasco em achar time ideal e deslanchar na Série B

Após manter o time base em seus dois primeiros jogos à frente do Vasco, Lisca fez três trocas para o clássico contra o Botafogo. Enquanto MT começou no lugar de Zeca, suspenso, as entradas de Andrey e Morato nos lugares de Galarza e Pec foram por opções técnicas. Insatisfeito com algumas atuações individuais contra o São Paulo, o treinador mudou. Uma rotina comum na Série B, que expõe a dificuldade do clube em encontrar uma equipe titular e padrão de jogo.

Aqui não cabe julgar se Lisca acertou ou errou. O fato é que, ao longo de 15 rodadas, o Vasco ainda não tem um time base. O clube vive em uma constante ciranda de nomes em busca da equipe ideal. Em 15 rodadas, a média é de quase duas trocas e meia por jogo. Mudanças também ocorrem por lesões e suspensões, mas, na maioria dos casos, acontecem por opção técnica. Rotina frequente e comum desde o início da Série B.

Andrey voltou ao time titular contra o Botafogo. Troca de volantes é constante no Vasco — Foto: Alexandre Durão

Alvo de críticas, a defesa é o setor mais estável. Vanderlei, Léo Matos, Ernando, Castan e Zeca formam a linha defensiva titular. Trocas ocorrem geralmente por lesões ou suspensões. Ernando até chegou a perder a vaga para Miranda, mas a recuperou rapidamente na rodada seguinte. Ele disputou 14 das 15 rodadas como titular.

Do meio para frente, no entanto, as trocas são frequentes. Marquinhos Gabriel e Cano são os únicos titulares absolutos. O argentino, aliás, é o único jogador que iniciou todos os 15 jogos do Vasco na Série B. As demais posições vivem constantes indefinições.

As muitas mudanças parecem atrapalhar o Vasco, que ainda não conseguiu uma sequência positiva e ocupa apenas a 10ª colocação na Série B. Não se pode, no entanto, colocar toda responsabilidade na comissão técnica. Geralmente as trocas ocorrem porque quem entra não tem resolvido. Os jogadores têm uma grande parcela de culpa na irregularidade vascaína.

Rodada #1: Vasco 0 x 2 Operário

Vanderlei, Léo Matos, Ernando, Ricardo, Zeca; Andrey, Galarza, Gabriel Pec, Morato, Figueiredo e Cano

Figueiredo foi a novidade de Cabo na estreia contra o Operário — Foto: André Durão

Com desfalques de Leandro Castan e Marquinhos Gabriel, Marcelo Cabo surpreendeu ao escalar Figueiredo como titular. O Vasco teve uma de suas piores atuações na temporada e estreou na Série B com pé esquerdo em São Januário.

Rodada #2: Ponte Preta 1 x 1 Vasco (2 trocas)

Vanderlei, Léo Matos, Ernando, Ricardo Graça, Zeca; Romulo, Andrey, Sarrafiore, Morato, Gabriel Pec e Cano

Sarrafiore ganhou chance como titular contra a Ponte — Foto: Álvaro Jr/PontePress

A má atuação na estreia contra o Operário custou a titularidade de Galarza. Romulo ganhou oportunidade. Ainda sem Marquinhos Gabirel, lesionado, Cabo optou por Sarrafiore e sacou Figueiredo do time.

Em campo, o Vasco não teve boa atuação, mas saiu de Campinas com um ponto, graças ao artilheiro German Cano.

Rodada #3: Brasil de Pelotas 1 x 2 Vasco (3 trocas)

Vanderlei, Léo Matos, Ernando, Ricardo, Michel; Romulo, Galarza, Marquinhos Gabriel, Gabriel Pec, Léo Jabá e Cano

Romulo foi titular contra o Brasil. Com problemas físicos, volante não conseguiu ter sequência — Foto: Volmer Perez/AGIF

Michel pintou na lateral esquerda, uma vez que Zeca foi preservado da viagem ao Rio Grande do Sul. Após perder espaço, Galarza voltou ao time no lugar de Andrey, enquanto Léo Jabá foi testado na vaga de Morato.

A escalação não deu certo, especialmente Michel improvisado na lateral. O Vasco saiu atrás, mas virou graças às mudanças de Cabo. Morato e Daniel Amorim saíram do banco e marcaram os gols da vitória.

Rodada #4: Vasco 0 x 2 Avaí (3 trocas)

Vanderlei, Léo Matos, Miranda, Ricardo Graça, Zeca; Michel, Juninho, Marquinhos Gabriel, Gabriel Pec, Léo Jabá e Cano

Miranda teve sua única oportunidade como titular contra o Avaí. Ernando começou os outros 14 jogos — Foto: Thiago Ribeiro/AGIF

Por conta das seguidas falhas de Ernando, Miranda ganhou oportunidade. Foi uma das raras vezes que Marcelo Cabo mexeu na defesa por opção. Apesar da atuação ruim em Pelotas, Michel foi mantido como titular, desta vez em sua posição de origem. Galarza voltou a ser barrado. Juninho entrou em seu lugar. Zeca voltou após ser poupado. O resultado foi outra atuação desastrosa do Vasco em São Januário.

Rodada #5: Vasco 3 x 0 CRB (8 trocas)

Lucão, Zeca, Ernando, Leandro Castan, Riquelme; Romulo, Bruno Gomes, Marquinhos Gabriel, MT, Morato e Cano

Vasco teve oito mudanças contra o CRB — Foto: André Durão

Só três titulares foram mantidos (Zeca, Marquinhos Gabriel e Cano). Ameaçado pela primeira vez no cargo, Marcelo Cabo fez oito trocas de uma vez. Vanderlei foi diagnosticado com Covid e deu lugar a Lucão. Com dores, Léo Matos foi preservado. Riquelme entrou na esquerda e Zeca foi deslocado para direita. A zaga também sofreu mudanças. Leandro Castan voltou após lesão e Ernando recuperou a vaga de titular. O meio de campo também foi bastante modificado. Saíram Michel e Juninho para as entradas de Bruno Gomes e Romulo. No ataque, MT e Morato substituíram Pec e Jabá.

Além das mudanças de nomes, Cabo também mudou o jeito de o Vasco jogar. O time entrou em campo mais fechado, entregando a bola ao adversário e foi eficiente nos contra-ataques.

Rodada #6: Cruzeiro 2 x 1 Vasco (1 troca)

Lucão, Zeca, Ernando, Castan, Riquelme, Andrey, Bruno Gomes, Marquinhos Gabriel, MT, Morato e Cano

Bruno Gomes teve algumas chances com Cabo, mas expulsões o atrapalharam  — Foto: Agência i7/ Mineirão

Após vencer o CRB, Marcelo Cabo manteve o time. A única troca foi Andrey no lugar de Romulo, diagnosticado com Covid-19.

Rodada #7: Vasco 2 x 1 Brusque (2 trocas)

Lucão, Léo Matos, Ernando, Castan, Riquelme; Andrey, Galarza, Marquinhos Gabriel, MT, Morato e Cano

Galarza e Morato contra o Brusque. Dupla constantemente entra e sai do time titular  — Foto: André Durão

Marcelo Cabo foi obrigado a fazer duas mudanças. Léo Matos voltou ao time, mas Riquelme foi mantido na esquerda, uma vez que Zeca foi liberado por problemas particulares. Galarza reapareceu na vaga de Bruno Gomes, suspenso. Em campo, o Vasco sofreu, mas venceu com gols de Léo Matos e Cano.https://243ca2074c77a4a1371051a8c1cf7bb5.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

Rodada #8: Goiás 1 x 0 Vasco (3 trocas)

Vanderlei, Léo Matos, Ernando, Castan, MT; Andrey, Bruno Gomes, Galarza, Sarrafiore, Morato e Cano

Mais mudanças contra o Goiás. Após deixar o Vasco, Cabo acertou com Esmeraldino — Foto: Heber Gomes/AGIF

Sarrafiore ganhou oportunidade no lugar de Marquinhos Gabriel, expulso. MT foi improvisado na lateral no lugar de Zeca, liberado. Bruno Gomes retornou ao time para formar trinca de volantes com Andrey e Galarza. Vanderlei voltou após se recuperar de Covid. No jogo, a atuação do Vasco foi comprometida pela expulsão de Bruno Gomes, com apenas cinco minutos do primeiro tempo.

Rodada #9: Vasco 1 x 0 Confiança (4 trocas)

Vanderlei, Léo Matos, Ernando, Leandro Castan, Zeca; Michel, Andrey, MT, Marquinhos Gabriel, Gabriel Pec e Cano

Após lesão, MT começou a ter sequência com Cabo e decidiu contra o Confiança — Foto: André Durão / ge

Gabriel Pec reapareceu na equipe no lugar de Morato, machucado. Zeca voltou à lateral. Michel entrou no lugar de Bruno Gomes, e Marquinhos Gabriel voltou na vaga de Sarrafiore. O Vasco venceu por 1 a 0, com gol de MT.

Rodada #10: Vasco 1 x 0 Sampaio Corrêa (1 troca)

Vanderlei, Léo Matos, Ernando, Leandro Castan, Zeca; Andrey, Galarza, MT, Marquinhos Gabriel, Gabriel Pec e Cano

Gabriel Pec iniciou 10 jogos, mas ainda tenta se firmar. Contra o Botafogo, ele começou no banco — Foto: André Durão/ge

Após vencer o Confiança, o Vasco teve apenas uma troca. Galarza substituiu Michel, machucado. Em São Januário, vitória por 1 a 0, com gol de Cano.

Rodada #11: Vasco 1 x 1 Coritiba

Vanderlei, Léo Matos, Ernando, Leandro Castan, Zeca; Andrey, Galarza, MT, Marquinhos Gabriel, Gabriel Pec e Cano

Contra o Coritiba foi a primeira vez que o Vasco conseguiu repetir o time em dois jogos seguidos — Foto: Matheus Meneses/Neo Photo

Foi a primeira vez que o Vasco conseguiu repetir o time em dois jogos seguidos na Série B.

Rodada #12: Vasco 1 x 1 Náutico

Vanderlei, Léo Matos, Ernando, Leandro Castan, Zeca; Andrey, Galarza MT, Marquinhos Gabriel, Gabriel Gabriel Pec e Cano

Empate com Náutico em casa custou o cargo de Marcelo Cabo — Foto: Alexandre Durão

O Vasco conseguiu repetir o time pela terceira vez seguida. Vale destacar que a escalação é muito parecida com a que Marcelo Cabo montou no Carioca. A única troca foi MT no lugar de Morato, o que resultou também na mudança de esquema. O treinador, no entanto, não resistiu ao empate em casa e foi demitido no dia seguinte.

Rodada #13: CSA 2 x 2 Vasco (2 trocas)

Vanderlei, Zeca, Ernando, Castan, Riquelme, Bruno Gomes, Galarza, MT, Marquinhos Gabriel, Gabriel Pec e Cano

Com Léo Matos suspenso, Riquelme começou seu quarto jogo na Série B — Foto: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas

Com interino Alexandre Gomes à frente, o time teve duas mudanças. Nenhuma delas, no entanto, por opção técnica. Suspenso, Léo Matos deu lugar a Riquelme. Andrey sentiu dores no aquecimento. Bruno Gomes começou o jogo em seu lugar.

Rodada #14: Vasco 4 x 1 Guarani (2 trocas)

Vanderlei, Léo Matos, Ernando, Leandro Castan, Zeca; Bruno Gomes, Galarza, Marquinhos Gabriel, Léo Jabá, Gabriel Pec e Cano

Léo Jabá ganhou chance na estreia de Lisca e segue como titular  — Foto: Alexandre Durão

Lisca comandou apenas um treino antes de sua estreia pelo Vasco. Contra o Guarani, o time teve a volta de Léo MatosLéo Jabá entrou no lugar de MT, suspenso.

O Vasco teve sua melhor atuação na Série B, goleou por 4 a 1, com grande atuação de Léo Jabá. Foi animadora a estreia do novo treinador.

Rodada #15: Botafogo 2 x 0 Vasco (3 trocas)

Vanderlei, Léo Matos, Ernando, Castan, MT; Bruno Gomes, Andrey, Marquinhos Gabriel, Morato, Léo Jabá e Cano

Com três mudanças e apático, Vasco foi presa fácil no clássico contra o Botafogo — Foto: Vitor Silva / Botafogo

Entre uma rodada e outra, o Vasco perdeu por 2 a 0 para o São Paulo, na Copa do Brasil. Apesar da derrota a postura da equipe, que jogou de igual para igual dentro do Morumbi, foi elogiada. Ainda assim Lisca fez mudanças. Andrey Morato reapareceram entre os titulares nos lugares de Galarza e Gabriel Pec, respectivamente. MT voltou no lugar de Zeca, suspenso. O Vasco teve uma atuação apática e foi derrotado por 2 a 0 pelo o Botafogo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: