Conselho de Ética da Câmara aprova pedido de cassação do mandato de Flordelis

O Conselho de Ética da Câmara aprovou nesta 3ª feira (8.jul.2021) o pedido de cassação do mandato da deputada Flordelis (PSD-RJ) por quebra de decoro parlamentar. Ela é acusada pelo Ministério Público do Rio de Janeiro de ter participado do homicídio do pastor Anderson do Carmo, seu então marido, morto a tiros em 2019. Foram 16 votos a favor da cassação e 1 voto contrário, do deputado Márcio Labre (PSL-RJ).

A congressista terá 5 dias úteis para recorrer da decisão à Comissão de Constituição e Justiça da Casa. Se o colegiado recusar o pedido ou a deputada decidir não apresentar recurso, o caso segue para o plenário da Câmara. Caberá ao presidente, Arthur Lira (PP-AL), decidir quando será votado. O relatório pela cassação foi elaborado pelo deputado Alexandre Leite (DEM-SP).

Ao conselho, a deputada afirmou novamente ser inocente e vítima de uma perseguição e que será inocentada na Justiça. “Mesmo que não acreditem na minha inocência, peço que parem de me aviltar e me permitam um julgamento digno. […] Eu não matei meu marido. Eu não mandei matar meu marido. Não avalizei nenhum dos meus filhos a praticar nenhum crime”, disse.

Os poucos deputados que participaram da reunião ressaltaram que o julgamento no Conselho de Ética é político e que a questão técnica será resolvida pela Justiça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: