Combate ao coronavírus: testes rápidos chegam aos abrigos municipais de Queimados

Para diagnosticar aqueles que cuidam de crianças e adolescentes em situação de acolhimento no município de Queimados, a Prefeitura iniciou nesta segunda-feira (25) a testagem rápida para diagnóstico do novo coronavírus em profissionais que atuam nos abrigos municipais. Ao todo, cerca de 40 funcionários serão testados até o fim da semana.

A iniciativa acontece graças à parceria entre as Secretarias Municipais de Saúde e Assistência Social e tem como objetivo garantir a segurança dos residentes das instituições e dos próprios funcionários. Para o mutirão, a Semus mobilizará um técnico de enfermagem por dia, até a próxima sexta-feira (29), para contemplar todos os plantões nos abrigos. Os profissionais que testarem positivo serão encaminhados imediatamente a uma das unidades de saúde do município para avaliação médica.

 
Para o secretário municipal de Assistência Social, Elton Teixeira, a oferta de testes rápidos é essencial para o bem-estar da população e, principalmente, daqueles que estão em situação de vulnerabilidade social. “Queimados é uma das únicas cidades do Estado a oferecer esse exame de forma rápida e isso tem sido fundamental para o combate a esse vírus. Essa parceria foi pensada para dar segurança ao ambiente de acolhimento de nossas crianças e adolescentes neste período tão complicado. É o nosso papel como gestão garantir isso”, declarou o gestor.  

Além deste procedimento, foram adotadas novas medidas para evitar a disseminação da Covid-19 nos abrigos municipais, tais como: 

1. Disponibilização de dispensers de álcool em gel 70%, sabonete líquido e papel toalha nos principais cômodos das instituições;
2. Suspensão de visitas de familiares e adoção de contatos via telefone e chamadas de vídeo;
3. Suspensão de visitas e eventos externos;
4. Quarto com banheiro designado para isolamento e distanciamento social para crianças e adolescentes que apresentarem sintomas da Covid-19 e novos acolhimentos;
5. Construção de planos de contingência e plano operacional de procedimentos juntamente com a vigilância epidemiológica; 
6. Disponibilização de cartazes informativos com medidas de prevenção, protocolos e fluxos a serem realizados pelos profissionais e crianças/adolescentes acolhidas;
7. Disponibilização de máscaras , viseiras, luvas e demais equipamentos necessários para uso dos funcionários em casos de suspeita ou contaminação por Covid-19 em crianças/ adolescentes;
8. Disponibilização de produtos de limpeza como álcool 70% líquido, hipoclorito de sódio e desinfetante para a desinfecção de objetos pessoais e coletivos, além de maçanetas e superfícies.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TV Prefeito