fbpx

Com metas altas para 2022, Gabigol completa três anos no Flamengo de olho em títulos, recordes e Copa

“Tem craque chegando no Mengão”: assim o Flamengo anunciou a chegada de Gabigol no dia 11 de janeiro de 2019, há três anos. Muitos gols e títulos depois, o atacante vai para sua quarta temporada em busca de mais recordes, conquistas e da realização do sonho de disputar uma Copa do Mundo.

Gabigol em reapresentação do grupo principal do Flamengo — Foto: Alexandre Vidal/CRF

Para iniciar 2022 em alta intensidade, o camisa 9 se reapresentou das férias seis dias antes do estipulado pelo clube, tudo para ganhar tempo. Sua evolução até agora foi positiva, o que lhe rendeu elogios internamente. Teria chance até de estar em campo na estreia no Carioca, dia 26, mas a ideia é diferente, e por um bom motivo.

Uma das razões para a pressa de Gabigol entrar em forma é a convocação para os jogos do Brasil contra o Equador, dia 27 de janeiro, e contra o Paraguai, dia 1º de fevereiro, pelas Eliminatórias. A lista do técnico Tite sai na próxima sexta-feira.

No Flamengo, Gabigol tem agora um novo comandante: Paulo Sousa. No último sábado, quando o elenco principal ainda não havia se apresentado, o atacante e o técnico tiveram uma conversa mais longa e fizeram planos para a temporada.

Além da Copa do Mundo e da tentativa de voltar a uma final da Libertadores, no radar do artilheiro está sempre, além dos títulos, a tentativa de alcançar recordes e melhorar os que já têm, como o de maior artilheiro da história do Flamengo na Libertadores com 22 gols.

Se mantiver a média de 34 gols por ano desde que vestiu rubro-negro, Gabigol, que já marcou 104 gols no clube, chegará perto de entrar no top 10 dos maiores artilheiros da história do Flamengo – atualmente o décimo no ranking é Índio (décadade de 50), que marcou 142 vezes.

Números de Gabigol pelo Flamengo:

  • 147 jogos (141x titular e 6x reserva)
  • 12.888 minutos em campo
  • 104 gols – 124 minutos por gol
  • 33 assistências
  • Participação direta de 31,9% nos gols do time
  • 40 amarelos
  • 6 vermelhos
  • Provocou 42 cartões para adversários (40 amarelos e 2 vermelhos)
Gabigol, Flamengo — Foto: Pedro Martins/ Foto FC
Gabigol com algumas das taças que conquistou em três anos no Flamengo — Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: