Com gols, títulos e muitas metas, Pedro faz um ano no Flamengo: “Deixar meu nome na história”

Neste sábado, Pedro completa 365 dias de seu anúncio como reforço do Flamengo. Em um ano, o atacante marcou 22 gols, conquistou três títulos e está de olho no quarto ainda nesta temporada. Ainda há muita história a ser contada por esse torcedor que virou jogador do clube que ama.

Diante do bom desempenho do centroavante, a diretoria optou por exercer o direito de compra dos direitos econômicos. O Flamengo vai pagar 14 milhões de euros (cerca de R$ 93 milhões na cotação atual) em seis parcelas de cerca de 2,3 milhões de euros (aproximadamente R$ 15 milhões). Serão dois pagamentos a cada ano, se encerrando em 2023. O primeiro acontecerá no primeiro trimestre de 2021.

– Estar aqui é a realização de um sonho. Procuro aproveitar cada minuto, cada segundo em que tenho o prazer e o privilégio de defender o manto. Sou muito feliz com tudo que construí nesse um ano de clube e espero, muito em breve, ter a possibilidade de conquistar mais títulos. Quero deixar meu nome na história – disse o atacante.

Nesta primeira temporada no Flamengo, Pedro entrou em campo em 46 jogos, 25 deles como titular, e marcou 22 gols. São 2.332 minutos jogados, o que representa um gol a cada 106 minutos. É o artilheiro do time. No Brasileirão são 15 jogos como titular e 12 gols marcados. Ele conquistou os títulos da Supercopa do Brasil, Recopa Sul-Americana e Carioca.

Embora tenha ficado boa parte das partidas como opção na reserva, Pedro tem números que fazem seu balanço ser bastante positivo. Tanto que conseguiu ser novamente convocado pelo técnico Tite para a Seleção.

– Acredito que, quando pude ter uma sequência, consegui corresponder. Foram 25 jogos como titular até aqui e 22 gols marcados. Considero a média e minha contribuição para a equipe muito boas. Voltei a defender a seleção brasileira, que era um dos meus objetivos ao retornar ao Brasil, e agradeço muito ao Flamengo. Tenho consciência que ainda tenho margem para evolução e é nisso que foco o trabalho no dia a dia.

Embora tenha muito o que comemorar nestes 365 dias, Pedro não esconde que seu objetivo é conseguir uma vaga entre os titulares, até para aumentar as chances de seguir na lista da Seleção.

Rogério Ceni tem escalado a maioria dos jogos a dupla de ataque Bruno Henrique e Gabigol, e já declarou que não gosta muito da ideia, por exemplo, de colocar Pedro e o camisa 9 juntos.

Domingo, o Flamengo enfrentar o Athletico, na Arena da Baixada e, ao que tudo indica, Pedro ficará como opção novamente no banco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: