Com aumento de variantes, pôr fim a restrições ‘muito rapidamente’ pode ser desastroso, diz chefe da OMS

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus disse nesta segunda-feira (7) que, com o aumento na transmissão das variantes do coronavírus, pôr fim a restrições “muito rapidamente” pode ser desastroso.

Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS, em entrevista coletiva na sede da agência em foto de arquivo — Foto: Christopher Black/OMS/Reuters
Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS, em entrevista coletiva na sede da agência em foto de arquivo

“Com o aumento global da transmissão de variantes de preocupação, incluindo a variante delta [identificada pela primeira vez na Índia], levantar restrições muito rapidamente pode ser desastroso para aqueles que não foram vacinados”, disse em entrevista coletiva na sede da OMS em Genebra.

Reportagem em atualização.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: