Ciro Gomes e líderes de oposição criticam Copa América no Brasil

O ex-ministro e pré-candidato à Presidência da República Ciro Gomes (PDT) criticou a decisão da Conmebol de realizar a Copa América no Brasil e cobrou que a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid no Senado convoque o presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), Rogério Caboclo, e autoridades esportivas para que expliquem quais cuidados serão tomados para a realização do campeonato.

“A CPI da Covid tem que agir preventivamente. […] A questão não é gostar ou não gostar de futebol. Eu adoro. A questão é não brincar com a vida dos brasileiros. E não fazer demagogia a troco da morte de inocentes”, escreveu em suas redes sociais.

Ciro Gomes, candidato à Presidência da República pelo PDT em 2022, criticou a decisão da Conmebol de realizar a Copa América no Brasil.

A Conmebol confirmou na manhã desta 2ª feira (31.mai.2021) que a Copa América 2021 será realizada no Brasil. De acordo com a organização, o torneio terá a mesma data de início, 11 de junho. A lista de cidades que vão receber os jogos ainda será divulgada.

Pelas redes sociais, congressistas de oposição também criticaram a decisão e compararam a velocidade da resposta do governo brasileiro à entidade das respostas dadas a farmacêuticas nas negociações para compra de vacinas contra a covid-19.

“Imaginem se Bolsonaro tivesse dado às vacinas a mesma prioridade que deu à Copa América! E-mails da Pfizer e do Butantan não seriam ignorados e muitos brasileiros estariam vacinados”, escreveu o líder da oposição na Câmara, Alessandro Molon (PSB-RJ).

O deputado Alessandro Molon (PSB-RJ) criticou a realização da Copa América no Brasil.

Já o líder da minoria na Câmara, Marcelo Freixo (Psol-RJ), citou a recusa da Argentina em sediar a Copa América por causa do agravamento da pandemia. “Lá, a média móvel de mortes nos últimos sete dias foi de 470 pessoas. Aqui é de 1.844. Quatro vezes maior. Esse é o retrato de um governo assassino”, escreveu.

O deputado Marcelo Freixo (Psol-RJ) também critica decisão de realizar Copa América no Brasil.

A deputada e presidente do PT, Gleisi Hoffman (PR), afirmou ser “inacreditável” a autorização dada para a realização do campeonato. “Em meio à pandemia, chegada de 3ª onda, risco de falta de leitos e insumos e com a vacinação lenta? Inacreditável”, disse.

A presidente do PT, Gleisi Hofmann, chamou autorização para Brasil sediar Copa América de “inacreditável”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: