fbpx

Cicloturistas ‘encontram’ igreja de pedras no meio de milharal e local vira ponto turístico em MS

Prédio histórico fica em uma propriedade privada de Dourados e foi construído para homenagear povos pioneiros que chegaram ao local há pelo menos 120 anos.

Uma igreja de pedras, localizada no meio de um milharal, foi “encontrada” por grupos de cicloturistas e o espaço tem se tornado um ponto de encontros que rende fotos fantásticas para as redes sociais. A prática do esporte, é utilizar a bicicleta como meio de transporte para conhecer postos turísticos.

Localizada há 20 quilômetros de Dourados, no sul do Mato Grosso do Sul, a igrejinha de pedras, como é carinhosamente chamada, impressiona pela beleza, que segundo historiadores, a arquitetura espanhola, é uma homenagem a povos pioneiros que chegaram na região há mais de 120 anos.

A igreja, que fica em uma propriedade rural, foi construída no início da década de 1990 pelo penúltimo dono da fazenda. Ele teria utilizado pedras que sobraram da reforma da Catedral Imaculada Conceição, em Dourados, para concluir o projeto.

Cicloturistas em igreja de pedra, em Dourados (MS) — Foto: Redes Sociais

Cicloturistas em igreja de pedra, em Dourados (MS) — Foto: Redes Sociais

Segundo Noemir Felipetto, líder de um grupo de pedal e que frequenta o espaço a pelo menos 3 anos, período em que o prédio histórico foi “descoberto”, a Igreja chegou a ser parcialmente revitalizada por conta do número de visitantes que frequentam o local.

“Acredito que o sucesso desse lugar incrível, é devido a essa construção antiga e que, rendem imagens muito bonita. Por isso que muitos ciclistas gostam de ir a esse local”, explicou ao G1.

Cicloturistas na frente de igreja — Foto: Redes Sociais

Cicloturistas na frente de igreja — Foto: Redes Sociais

Ainda de acordo com Felipetto, em Dourados, há cerca de 10 grupos de cicloturistas. Somente o dele é composto por 65 membros e vão ao ao local sempre aos finais de semana:

“É um lugar diferente e de muita energia. Essa igreja que foi construída no início da década de 1990, é uma forma que os proprietários desse espaço encontraram para homenagear aqueles que chegaram aqui para desbravar”, relembra.

Conforme Noemir, por conta do sucesso e da visibilidade que o espaço está tendo na internet, está havendo uma movimentação muito grande por parte dos esportistas para tombar a Igreja como patrimônio histórico.

Fotos da igreja de pedra tem viralizado nas redes sociais — Foto: Redes Sociais

Fotos da igreja de pedra tem viralizado nas redes sociais — Foto: Redes Sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: