fbpx

Chuvas causam transbordamento de córrego, alagamentos e deixam SP em estado de atenção

Nuvens carregadas são vistas da Lapa, Zona Oeste de São Paulo — Foto: André Lucas/Estadão Conteúdo

A cidade de São Paulo começou a tarde desta sexta-feira (4) com fortes chuvas, que causaram transbordamento de um córrego e alagamentos, de acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), da Prefeitura.

Com temperaturas em torno dos 30°C e índices de umidade superando os 51%, os meteorologistas já esperavam chuvas fortes, volumosas e generalizadas no município.

Com toda a cidade em estado de atenção, o Córrego Ipiranga, na Zona Sudeste da cidade, transbordou na altura da Praça Leonor Kaupa. A subprefeitura do Ipiranga ficou em estado de alerta por meia hora.

Nuvens carregadas encobrem o centro de São Paulo durante a tarde desta sexta-feira (4) — Foto: NELSON ANTOINE/ESTADÃO CONTEÚDO

Outros 14 pontos de alagamento foram registrados:

  • dois pontos na Marginal Pinheiros, na altura da Ponte do Morumbi, sentido Interlagos;
  • um ponto na Marginal Pinheiros, na altura da Ponte Transamérica, sentido Castello;
  • um ponto na Marginal Pinheiros, na altura da Ponte Ary Torres, sentido Castello;
  • um ponto na Marginal Tietê, na altura da Ponte da Vila Maria, sentido Ayrton Senna;
  • um ponto na Praça Dom Francisco de Sousa, na altura da Avenida Vitor Manzini, no M’Boi Mirim;
  • um ponto na Praça Leonor Kaupa, na altura da Avenida Abraão de Morais, no Ipiranga;
  • um ponto na Rua Chico Pontes, na Vila Maria;
  • um ponto na Rua da Cantareira, na altura da Avenida Mercúrio, no Centro;
  • um ponto na Rua Paula Sousa, na altura da Avenida do Estado;
  • um ponto na Avenida Roque Petroni Jr, na altura da rua Cancioneiro Popular;
  • um ponto na Avenida Professor Abraão de Morais, na altura da Avenida Miguel Stefano;
  • um ponto na Avenida Professor Abraão de Morais, na altura da Rua Ibirarema;
  • um ponto na Avenida Fagundes Filho, na altura da Avenioda Professor Abraão de Morais.

Em Congonhas, os passageiros foram informados de que o aeroporto estava “momentaneamente” fechado para decolagens. A Infraero não confirmou oficialmente os relatos dos passageiros.

O Aeroporto Campo de Marte foi atingido por rajadas de vento de 44,4 km/h.

Pedestres em ponto de ônibus na Berrini — Foto: Felipe Néri/G1

Estado de atenção

O período da tarde começou com áreas de instabilidade que atingiram os bairros do Jabaquara, Cidade Ademar, Grajaú, Parelheiros e Marsilac, e, por isso, o CGE colocou as zonas Sul, Sudeste, Leste e a Marginal Pinheiros em estado de atenção para alagamentos às 13h26.

Às 14h16, o radar meteorológico mostrou que fortes chuvas se espalharam pela Zona Oeste, pelo Centro e pela Marginal Tietê, que também entraram em estado de atenção no horário. As chuvas alcançaram a Zona Norte, que entrou em estado de atenção para alagamentos às 14h42.

A chuva também se espalhou para São Bernardo do Campo, Mauá e Diadema.

Às 15h35, as chuvas perderam força e o CGE tirou todas as regiões da cidade do estado de atenção para alagamentos. No horário, garoava nas zonas Norte, Leste, Sudeste e no Centro, e chovia forte em Guarulhos e no Arujá.

De acordo com os meteorologistas, as chuvas que atuaram nos municípios de Itapecerica da Serra e São Lourenço da Serra, seguiam se deslocando para as cidades de Embu e Itapevi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: