fbpx

Chuva causa deslizamentos e deixa 35 pessoas desalojadas em Petrópolis

As equipes da Defesa Civil atuam na conclusão dos atendimentos das ocorrências registradas ao longo do dia por conta da constante chuva que afetou o município, nesta segunda (01). Ao todo foram 32 ocorrências, a maior parte delas de deslizamentos. Dos registros, 35 pessoas tiveram que ser encaminhadas para casa de familiares em decorrência de possíveis impactos nas respectivas residências. Os agentes continuam com atuação em Estágio Operacional de Atenção, com efetivo reforçado até esta terça-feira (02).

Das ocorrências, seis resultaram no deslocamento dos moradores para casa de familiares ou vizinhos. Na Estrada da Saudade, cinco casas foram interditadas por conta de um deslizamento, afetando 12 pessoas (três crianças); No Caxambu, duas famílias em um total de sete pessoas, tiveram as moradias afetadas em locais diferentes; e no Quitandinha, na Rua Alagoas, dois registros afetou as moradias de duas famílias, sendo uma com duas pessoas outra com quatro; na Rua Honduras, outras duas pessoas foram deslocadas; no Spartaco Banal, no Itamarati, outras seis pessoas (duas crianças) tiveram a casa afetada por deslizamento; assim como no Quarteirão Brasileiro, onde um morador foi atendido; e no Batailard um morador foi acolhido por vizinho.

Até o momento, o maior volume de chuva foi registrado no primeiro distrito com 85,8 milímetros nas últimas 24 horas. A tendência para as próximas horas é de redução da intensidade da chuva, que se manteve moderada de forma constante nesta segunda-feira.

As ocorrências por conta da chuva impactaram a operação de 27 linhas de ônibus que atendem a cidade de Petrópolis. Entre as operadoras mais afetadas estão a Petro Ita e Cidade Real. Por volta das 12h30, a forte chuva interditou completamente a Rua Coronel Veiga, após o transbordamento do rio. Cerca de 20 linhas de ônibus que seguiam pela localidade tiveram o itinerário desviado pelo bairro Castelânea por um período de duas horas, sofrendo atrasos de até 10 minutos. Duas horas depois, às 14h30, a via foi liberada e a operação restabelecida normalmente na região. Já o ônibus que faz a linha 211 – Valparaíso – teve sua parada alterada para aproximadamente um quilômetro antes do ponto final, em razão do afundamento da Rua Joaquim Cesário da Costa.

A empresa Cidade Real teve, por volta das 15h, o itinerário de cinco linhas de ônibus alterado, após a queda de uma árvore na Rua Coronel Duarte da Silveira, localidade popularmente conhecida como “Morro do Brito”. O trecho ficou totalmente interditado para o fluxo de veículos grandes. Com isso, as linhas 019 – Duarte da Silveira (Executivo), 110 – Duarte da Silveira, 116 – Dias de Oliveira, 140 – Comunidade Vitória e 190 – Duarte da Silveira utilizaram a BR-040 para os trajetos de ida e volta.  A queda de uma árvore em um trecho na comunidade Alto da Derrubada também prejudicou a operação das linhas 122 – Fazenda Inglesa e 137 – Fazenda Inglesa (via Estrada do Contorno).

Previsão do tempo

As condições de tempo no município de Petrópolis permanecerão instáveis devido ao padrão de ventos em níveis médios e altos da troposfera e a elevada disponibilidade de umidade. A Defesa Civil pede à população que fique atenta às atualizações e aos alertas emitidos. Em caso de emergência é possível acionar as equipes da Defesa Civil pelo telefone 199 ou o Corpo de Bombeiros através do número 193.

Segundo o Climatempo – site especializado em previsões meteorológicas – há um sistema de alta pressão sobre o oceano que tem deixado as regiões do Estado do Rio de Janeiro mais úmidas. Elas se unem ao movimento de baixa pressão que impulsiona a formação de chuvas. Nesta terça-feira (02), o feriadão de Finados em Petrópolis será como manda a tradição: com dias chuvosos e baixas temperaturas.

A previsão do tempo aponta predomínio de céu nublado, com chuva fraca isolada. Há, ainda, a possibilidade de ventos de S/SW a S/SE com intensidade fraca a moderada, com maior intensidade nos períodos da tarde e noite. Temperatura mínima será de 16°C e máxima de 21°C. A umidade relativa do ar vai variar entre 70% e 95%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: