Chocotone ganha versões lindas e presenteáveis em São Gonçalo

Apesar de 2020 ter sido um ano difícil para muita gente, o clima natalino, embora mais discreto, já surgiu com tudo. De maneiras diversas, as famílias estão se reorganizado para comemorar a data de formas diferentes. Mas, um elemento é encontrada em quase todas as mesas natalinas: o polêmico panetone, com suas variadas denominações, é claro!  

Segundo lendas, o panetone foi criado em Milão, por um padeiro chamado Toni. O jovem se apaixonou pela filha do patrão e criou um pão doce para impressionar o pai de sua amada. A iguaria virou sucesso e os clientes pediam o “pani de Toni”. O nome foi evoluindo até chegar em “panettone”, como ficou conhecido em toda a Itália. 

O “pani de Toni”, inicialmente feito com frutas, foi ganhando ingredientes para apaixonar mais pessoas ao redor do mundo. No Brasil, ao menos, o produto virou queridinho quando as frutas foram trocadas pelas gotas de chocolate, surgindo assim o chocotone.

E se a massa tradicional com gotas de chocolate já é  uma perdição, imaginem o que talentosos confeiteiros podem fazer de forma artesanal com essas joias comestíveis! 

Para mostrar que tudo que é bom pode melhorar, confeiteiras de São Gonçalo abusam da criatividade e fizeram o tradicional chocotone, virar uma sobremesa para ninguém (ninguém mesmo, viu?!), botar defeito. 

Com seis sabores premium no cardápio, a Thifs Cake elaborou chocotones, com mais de um quilo, que são verdadeiras joias para presentear.

Embalados em caixas, com laços de fita, os chocotones apresentam massa úmida e super fofinha. Somando com recheios cremosos e deliciosos, a confeiteira Thifany Mendonça, transformou o bom em melhor ainda. 

O destaque da casa, e queridinho das clientes, é o de brigadeiro belga. Embora todos saibam que o famoso chocolate tenha um alto custo, a confeiteira não economiza no ingrediente, e ao cortar o chocotone você se surpreende com um “lago” delicioso. 

Super bem decorado, e com possibilidade de ainda receber itens extras, como kinder bueno e kit kat, os chocotones artesanais da Thifs Cake vão fazer muito bonito se forem oferecidos como presentes a quem você ama.

Os produtos podem ser encomendados até o próximo dia 15, e custam a partir de R$ 70. Contatos através do Instagram @thifscake ou telefone: 96931-5666. 

Mas, para quem não pode investir um valor mais alto nesse momento e, ainda assim, não quer abrir mão de beleza e sabor, A Doceria tem a solução para você.  

Com inovação e muita audácia, a confeiteira Amanda Devillart transformou o delicioso brownie, sobremesa quase unânime entre os amantes de chocolates, nos “chocotones” natalinos.

No formato do tradicional “pão” do Natal, os brownietones, como foram batizados pela confeiteira, junta o melhor de dois doces, e são servidos em pequenas porções, excelente para presentear. 

Com embalagens à partir de 100g, os chocotones feitos com massa de brownie são deliciosamente cremoso.

Por fora, a casquinha super crocante, como um bom brownie deve ser, e por dentro uma massa cremosa, molhadinha e densa. Uma coisa difícil até de explicar. Um sabor intenso de chocolate e crocantes maravilhosos, que ficam por conta do recheio destaque da casa: Ferrero Rocher. 

O bombom refinado é transformado em um creme aveludado e impressionantemente intenso. Avelã, amendoim, chocolate, tudo conversa com uma conexão perfeita e apaixonante. 

Os produtos também são vendidos em caixas presentes e custam, a partir de R$ 20. Você encontra diversos sabores como brigadeiro gourmet e doce de leite artesanal. 

As encomendas podem ser feitas através do Instagram @adoceria ou pelo telefone: 98565-5678.

A outra dica é o chocotone artesanal, com recheio de brigadeiro de leite ninho com geleia caseira de morango, da Mary Doce Ateliê. Até quem não gosta da massa dos panetones tradicionais, provavelmente, vai curtir. 

Sem aquele característico sabor artificial de essência de laranja, que costuma roubar toda a cena – e faz com que muitas pessoas passem odiar a delícia natalina -, a massa desfia, como deve ser, mas é suave. A confeiteira Maryana Paschoal fez uma combinação perfeita. 

Fofinha e úmida, ela serve como um reservatório, que conserva com muita competência, os deliciosos recheios.

O brigadeiro de ninho é super lisinho, cremoso e com um sabor bem presente. Mas o destaque mesmo é a geleia caseira de morango. Fresca, cítrica, na medida certa, e com uma cor deslumbrante. 

Não é o tipo de chocotone para tomar com um café (embora possa!), mas é uma sobremesa para ninguém colocar defeito depois da ceia de Natal.

Os chocotones da Mary Doce Ateliê são vendidos a partir de R$60 e podem ser encomendadas através do telefone 2198161-5342. 

Tudo bem! Se com todas essas opções você ainda acreditar que não gosta de chocotone, temos uma super novidade por aqui, embora muito tradicional em outros locais, como nos Estados Unidos. 

O famoso gingerbread, ou para nós, biscoito de gengibre, que ganhou novo formato e acompanhamentos divinos por aqui. 

Pelas mãos dos confeiteiros Ana Júlia Mattos e Felipe Gustavo, o tradicional gingerbread virou uma linda guirlanda natalina. 

Em formato decorativo, a massa aromática e cheia de especiarias, recebe um lindo e delicioso recheio de brigadeiro de limão siciliano. Decorado com bluebarrys ou com morangos, a sobremesa é finalizada com alecrim frascos, o que além de agradar charme, traz um aroma inacreditável. 

Por falar em aroma, o biscoito já desperta a vontade de comer só pelo cheiro. Ao mesmo tempo que é denso, o gingerbread do Paladar do Céu é macio.

A cada mordida você descobre um novo sabor. Gengibre, nós moscada, canela, mel… embora tudo seja forte, a mistura perfeita e na medida correta deixou tudo incrível. 

Se o que você procura é requinte na apresentação, com um sabor super refinado e mega inovação, essa é a sugestão.  

As guirlandas de gingerbread são vendidas em tamanhos diferentes e custam, a partir de R$50. As encomendas podem ser feitas através de todas as redes sociais em Paladar do Céu, ou pelo telefone 967826600. 

Com essas dicas basta você pensar na ceia, já que com a sobremesa não precisa mais se preocupar, não é  mesmo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: