Cerca de 5% dos vacinados contra Covid-19 no Rio não receberam a 2ª dose no prazo

Dados apontam que 5% da população que tomou a primeira dose da vacina CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan, não voltaram para tomar a segunda dose no prazo estipulado na cidade Rio. Essa é a taxa de abandono vacinal na Capital.

Segundo orientações do Ministério da Saúde, todos os que estiverem com sua vacinação atrasada devem procurar a unidade de saúde onde receberam a primeira dose para completar a imunização. Os números da Prefeitura do Rio apontam que o município já vacinou mais de 1,4 milhão de doses, mas somente cerca de 295 mil 2ª doses foram aplicadas.

Até o momento, o número de pessoas que perderam o prazo de vacinação só é considerado para aqueles que receberam a vacina CoronaVac, produzida pelo Butantan, devido ao intervalo entre as doses instituído pelos fabricantes de 14 a 28 dias. Quanto a vacina Oxford/Astrazeneca, também aplicada no Rio, tem o intervalo maior de 90 dias para aplicação da dose, e por isso todos os que tomaram a primeira dose ainda estão do prazo para tomar a segunda.

A vacinação começou no dia 18 de janeiro, priorizando o primeiro grupo destinado aos profissionais da saúde na linha de frente da Covid-19, idosos institucionalizados; indígenas e quilombolas. Já em fevereiro, a vacinação dividiu os idosos por idade, começando pelos 99 anos e terminando pela faixa dos 80. Em março, seguindo o calendário, o Rio vacinou idosos com idade entre 78 e 67 anos. A vacinação de Abril segue para vacinar a faixa dos 60 anos. 

De acordo com o prazo da vacina, apenas quem tomou a 1ª dose do imunizante até o dia 17 de março estaria no limite para buscar a 2ª dose do imunizante nesta quarta-feira (14), 28 dias depois da primeira aplicação.

O painel informativo da Secretaria Municipal de Saúde, atualizado nesta terça-feira, aponta que a cidade do Rio já aplicou 1.433.115 doses da vacina, mas apenas 295.310 pessoas completaram a imunização com a segunda dose.

Cenário nacional da vacinação contra Covid

Marcelo Queiroga, o novo ministro da saúde, afirmou nesta terça-feira (13), em uma coletiva de imprensa, que 1,5 milhão de brasileiros ainda estão com a segunda dose da vacina contra a Covid atrasada. Segundo especialistas, 2ª dose do imunizante é essencial não apenas para a proteção individual, mas também para proteger a sociedade, criando uma barreira de imunizada que impeça que mais pessoas sejam contaminadas.

Devido a isso, Queironga afirmou que irá emitir por estado um lista das pessoas que estão com a segunda dose atrasada. Segundo ele, também trabalhará para completar o “esquema vacinal”, que será feito em parceria com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). 

Veja abaixo as datas de vacinação no Rio

– Dia 14 (quarta) – Pessoas com 63 anos
– Dia 15 (quinta) – Mulheres com 62 anos
– Dia 16 (sexta) – Homens com 62 anos
– Dia 17 (sábado) – Pessoas com 62 anos ou mais
– Dia 19 (segunda) – Mulheres com 61 anos
– Dia 20 (terça) – Homens com 61 anos
– Dia 21 (quarta) – Pessoas com 61 anos
– Dia 22 (quinta) – Mulheres com 60 anos
– Dia 23 (sexta)- Homens com 60 anos
– Dia 24 (sábado) – Pessoas com 60 anos ou mais

Ainda no mês de abril, a Prefeitura do Rio tentará vacinar profissionais da saúde com de 50 anos ou mais. Cada idade terá seu dia de vacinação.

As datas para os profissionais de saúde

– 13/04 – profissionais com 53 anos

– 14/04 – profissionais com 52 anos

– 15/04 – profissionais com 51 anos

– 16/04 – profissionais com 50 anos

– 17/04 (sábado) – profissionais com 50 anos ou mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: