fbpx

Centro e Icaraí são os bairros que mais arrecadam ISS em Niterói

Os bairros do Centro e Icaraí foram os que apresentaram melhor desempenho na arrecadação de Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS) em Niterói no segundo trimestre de 2021. Os dados são da segunda edição do Boletim de Movimento Econômico, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Fazenda. O informativo traz dados relativos a abril, maio e junho de 2021 em comparação com o mesmo período dos anos de 2020 e 2019 e apresenta, de forma analítica, dados de arrecadação do ISS e de emissão de notas fiscais do município.

A novidade desta edição é o desempenho do ISS e a emissão das Notas Fiscais de Serviços Eletrônicas (NFS-e) por macrorregião da cidade. De acordo com os dados apresentados no Boletim, Centro e Icaraí são os bairros com o maior volume de arrecadação de ISS, com mais de R$ 12 milhões e mais de R$ 6 milhões, respectivamente. O setor de “Atenção à Saúde Humana” lidera o recolhimento do imposto nos dois bairros. Em terceiro lugar aparece o Barreto, onde a atividade de “Manutenção, reparação e instalação de máquinas e equipamentos” recolhe 27,27% do ISS da localidade.  

Com relação ao número de NFS-e emitidas, os dois bairros também se destacam, aparecendo nas duas primeiras posições. Juntos, Centro e Icaraí registram mais de 1 milhão de notas fiscais emitidas. As atividades que mais impulsionam a emissão das notas fiscais nas duas regiões são: “Seguros, resseguros, previdência complementar e planos de saúde” e “Atenção à Saúde Humana”. Em terceiro lugar está o bairro de Itaipu, “Outras atividades profissionais, científicas e técnicas” equivalem a 45% do movimento econômico da localidade.

Comparando o segundo trimestre de 2021 com o mesmo período de 2019, é possível observar um aumento de 15,56% no volume de Notas Fiscais emitidas. De acordo com a análise do Boletim de Movimento Econômico, o dado demonstra uma recuperação da economia após os períodos mais agudos da Covid-19.

“Mesmo se compararmos esse ano de 2021 com 2019, quando ainda não havia a pandemia, observamos um crescimento consistente da atividade econômica da cidade. Certamente políticas como os programas Empresa Cidadã e Supera Mais, que contribuíram para preservar diretamente pelo menos 15 mil postos de trabalho na cidade, favoreceram esses resultados e colocam Niterói à frente no processo de retomada econômica conforme formos avançando com o calendário de vacinação da população”, analisou a secretária municipal de Fazenda, Marilia Ortiz.

O Boletim também aponta que o setor de “Atenção à Saúde Humana” foi o que mais recolheu ISS no segundo trimestre de 2021, arrecadando mais de R$11 milhões, se mantendo na primeira posição, ocupada no primeiro trimestre. A atividade compreende centros de medicina preventiva, consultórios médicos e dentários, clínicas médicas e outras atividades ambulatoriais. O setor “Naval/Óleo e Gás” permanece ocupando a segunda colocação. Já́ o setor “Educação”, que ocupava a quinta posição no primeiro trimestre de 2021, agora aparece como o terceiro setor que mais recolheu ISS no período de análise.

Entre as principais atividades com o maior crescimento do número de Notas Fiscais de Serviços Eletrônicas (NFS-e) emitidas estão: “Outras atividades profissionais, científicas e técnicas” com +610,2% e “Armazenamento e atividades auxiliares dos transportes” com +585,3%. Outras atividades também se destacam com crescimento, são elas: “Atividades de atenção à saúde humana” com +129% e “Atividades de prestação de serviços de informação” com +104%.

O Boletim de Movimento Econômico é publicado a cada três meses e fica disponível para download no website da secretaria de Fazenda no menu ‘Transparência’.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: