Ceam de Macaé debaterá a conscientização da violência contra a pessoa idosa

O Centro Especializado de Atendimento à Mulher Pérola Bichara Benjamim (Ceam) realizará o IV Encontro do Grupo de Trabalho (GT) da Rede de Proteção e Atendimento à Mulher, no próximo dia 23, às 9h, de forma virtual, devido à pandemia do coronavírus (Covid-19). O tema remete ao Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, marcado nesta terça-feira (15 de junho), instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Rede Internacional de Prevenção da Violência à Pessoa Idosa, em 2006.

O encontro será aberto à população que poderá participar pelo link de acesso na Internet meet.google.com/hnv-wcuv-wwa. O debate será promovido pela coordenadora do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas II),a assistente social Katia Costa Miranda; a psicóloga Katy Bergamini Giaquinto da equipe técnica da Instituição de Longa Permanência para Idosos (Ilpi); e a vice-presidente do Conselho Municipal do Idoso de Macaé, fonoaudióloga Mariléa Ramos. A mediação será a cargo da coordenadora geral de Políticas para as Mulheres e do Ceam, Jane Roriz. 

O objetivo do encontro é discutir a construção de ações de prevenção contra os diversos tipos de violência sofridos pelos idosos, com ênfase às questões das mulheres, como negligência, abandono, violência física, psicológica, financeira e outras. As palestrantes também vão discutir os impactos na questão da saúde das mulheres idosas diante das medidas de isolamento devido à pandemia.

Roriz lembrou que os direitos dessa população estão assegurados na Constituição Federal e no Estatuto do Idoso. Segundo ela, os dados do Disque 100 (serviço que recebe denúncias sobre as violações dos direitos humanos) revelam que, somente neste primeiro semestre do ano, foram 33,6 mil casos de violação dos direitos dos idosos registrados no país. “Precisamos nos debruçar um pouco mais sobre essa discussão e este será o nosso objetivo neste GT. Ouvir também as outras profissionais que estão na ponta atendendo os idosos e juntando a nossa experiência no Ceam para construirmos, juntos, ações preventivas”, destacou.

O Ceam é um espaço de acolhimento/atendimento psicológico e social, orientação e encaminhamento jurídico à mulher em situação de violência. Para receber o atendimento não precisa agendar, basta ir ao Ceam, que funciona à Rua São João, 33, no Centro de Macaé, e contar a situação que vivencia. O telefone fixo para atendimento ao público é (22) 2796.1045 e também tem o celular: (22) 99817.0976 que toda mulher deve salvar na agenda. O contato também pode ser via o email ceam@macae.rj.gov.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: