fbpx

Casal de youtubers deixa Arraial do Cabo após receber ameaças por mostrar praias lotadas no feriado

Um casal de youtubers, que tem cerca de meio milhão de seguidores nas redes sociais, denunciou que precisou deixar a cidade de Arraial do Cabo, na Região dos Lagos do Rio, depois de receber ameaças por mostrar praias lotadas durante o feriado.

Inês Lafosse e Marcos Vaz são conhecidos por produzirem conteúdos que incentivam o turismo. Eles vivem viajando pelo país para mostrar ao resto do mundo as belezas naturais do Brasil.

Há seis meses, eles se mudaram para Arraial do Cabo, onde estavam morando.

No último fim de semana, Marcos e Inês gravaram um vídeo mostrando o movimento nas praias e na entrada da cidade, mas dessa vez, não era só para mostrar as belezas, mas também para mostrar que tinha muita gente aglomerada curtindo o feriado prolongado da Independência.

As praias na cidade estão liberadas para moradores e turistas que tenham reservas de hospedagem. Os passeios de barco também estão funcionando. Só são autorizadas a entrar na cidade pessoas que tenham comprovante de residência ou turistas que possuam um voucher, que é verificado por agentes da secretaria de Turismo.

O vídeo que era para ser de reflexão sobre o comportamento da multidão se tornou um gatilho para ameaças.

Em um áudio enviado por um aplicativo de mensagens, um homem que ainda não foi identificado xinga o youtuber e o ameaça de agressão. O homem também ameaça expulsar Marcos da cidade.

“Rapaz, você tá maluco? Você nem de Arraial do Cabo é. Você não depende do turismo de Arraial. Tu vem pra cá pra queimar nossa cidade? Apaga aquele vídeo que tu fez senão você vai ter um problema sério com a gente aqui. A gente vai dar uma coçada arrumada em você e colocar você de volta pra sua cidade”, diz um trecho do áudio, que também continha diversos xingamentos.

Além da ameaça por áudio, Marcos contou que eles também receberam mensagens pelas redes sociais.

Casal de youtubers deixa Arraial do Cabo após receber ameaças por mostrar praias lotadas no feriado — Foto: Reprodução/Inter TV RJ

“Parece que meu celular vazou em grupos de WhatsApp e eu recebi o áudio do cara me ameaçando. Depois recebi mais duas mensagens no celular, mensagens no Instagram”, disse o influenciador digital em um outro vídeo.

Após as ameaças, o casal decidiu deixar a cidade. Mas antes, os youtubers fizeram um boletim de ocorrência.

Marcos Vaz e Inês Lafosse publicaram um vídeo para explicar o que os levou a deixar a cidade após ameaças — Foto: Reprodução/Youtube

A delegacia de Arraial do Cabo disse que vai investigar para tentar descobrir quem é o autor do áudio.

Em meio às ameaças, o casal também recebeu mensagens de apoio dos seguidores e de moradores da cidade cabista.

“Foi só esse pequeno grupo de pessoas [que nos ameaçou] porque os seis meses que passamos lá foram incríveis. As pessoas de Arraial foram muito boas conosco”, disse Inês Lafosse.
Influenciadores digitais são ameaçados após publicarem vídeo que mostra aglomeração em praias de Arraial do Cabo durante feriado da Independência — Foto: Reprodução/Inter TV RJ

Marcos disse também que recebeu uma mensagem do secretário de Turismo de Arraial do Cabo pedindo desculpas pelo ocorrido e falando que a cidade está sempre de braços abertos para recebê-los.

O infectologista Nelio Artiles reforçou que o cuidado no combate ao coronavírus deve ser seguido tanto pelas autoridades quanto pela sociedade.

“As pessoas precisam continuar se cuidando porque a doença continua, o vírus continua circulando, as pessoas continuam adoecendo e morrendo. Então, se está liberado o acesso às praias, que o façam com responsabilidade. Usando as máscaras e fazendo o distanciamento pra que a gente possa diminuir essa circulação do vírus que ainda está acontecendo, disse o infectologista.

Balanço do feriado

De acordo com a Prefeitura de Arraial do Cabo, ao todo, 3.713 veículos foram barrados nas barreiras sanitárias e 36 pessoas foram multadas por não cumprirem a determinação do uso de máscara de proteção facial durante o feriado prolongado.

A Secretaria de Turismo disse que emitiu 3,5 mil vouchers para os meios de hospedagem que seguem a Cartilha Arraial Limpo e Seguro e respeitaram o limite de 50% da capacidade de hospedagem.

O município registrou uma movimentação de aproximadamente 10 mil veículos de sexta (4) à segunda-feira (8), sendo eles de turistas hospedados também em casas de aluguel e proprietários de imóveis.

A Prefeitura de Arraial do Cabo reforçou que as medidas adotadas são para a segurança dos visitantes e também dos moradores tendo em vista que a pandemia ainda não acabou.

E disse ainda que a flexibilização gradativa é pensada para que a cidade que registrou os menores índices de contágio da Região dos Lagos não venha sofrer um surto de coronavírus e seja obrigada a adotar medidas mais rigorosas novamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: