Cartórios registram aumento no número de mortes da população não vacinada no Rio

Os Cartórios de Registro Civil do Rio registraram que o número de mortes da população não vacinada teve um aumento de 69% no mês de abril em comparação com a média no mesmo período de 2020. A faixa etária mais afetada foi a mais jovem, entre 20 e 29 anos. O mês de abril de 2021 foi o que teve mais mortes no Rio durante toda a pandemia do novo coronavírus. 

Na mesma faixa etária, os números absolutos de falecimento também subiram no último mês. Em março, os Cartórios registraram 44 e, em abril, 92 óbitos. Já a população entre 40 e 49 anos também registrou um aumento percentual do número de mortes por covid-19. Essa faixa etária teve um aumento de 66% e os números absolutos passaram de 358 para 769 óbitos. 

Dos 30 aos 39 anos, o aumento foi de 59% em relação ao mesmo mês de 2020 e os números absolutos dispararam de 172 para 345. Outra faixa etária que registrou crescimento foi a de pessoas entre 50 e 59 anos, com óbitos aumentando 54% em relação à média desde o começo da pandemia, e passando de 705 em março para 1.385 em abril.

Apesar de ainda estar crescendo, a população já vacinada com, ao menos, a primeira dose, entre os 60 e 69 anos, registrou um aumento de mortes menor do que as outras faixas etárias. O aumento foi de 21% em relação ao mesmo período. O aumento também foi menor nos números absolutos, passou de 1.187, em março, para 2.200 em abril. Nas demais faixas etárias, já completamente vacinadas, o número de óbitos caiu em relação à média desde o início da pandemia, reduzindo 10% na faixa entre 70 e 79 anos, 50% entre 80 e 89 anos, e 64% na população entre 90 e 99 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: