Capital do Rio confirma quarto caso de varíola dos macacos

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio (SMS) confirmou, nesta quarta-feira, quatro casos de varíola dos macacos na capital. Segundo o órgão, trata-se de um homem de 28 anos, residente no município e sem histórico de viagem internacional. No momento, há quatro casos suspeitos em investigação na cidade e monitorados pela SMS.

Até a terça-feira (28), o Estado do Rio havia confirmado cinco casos da doença, no entanto, com o aumento de mais um caso na capital este número deve passar para seis. O DIA aguarda a resposta da pasta com os números atualizados. A transmissão local no estado foi confirmada na sexta-feira (24).

Os casos confirmados são: quatro pacientes residentes no município do Rio, um paciente residente em Maricá e outro de Londres. São 26 casos suspeitos de varíola do macaco notificados no estado e 17 casos descartados. Há ainda outros quatro pacientes que estão em investigação.

Importante ressaltar que, embora a doença tenha sido identificada pela primeira vez em macacos, o surto atual não tem relação com esses animais.

A doença

A varíola dos macacos é uma doença viral rara transmitida pelo contato próximo, íntimo com uma pessoa infectada e com lesões de pele. Esse contato pode ser, por exemplo, um abraço, beijo, massagens, relações sexuais ou secreções e mucos da pessoa infectada.

Os sintomas iniciais costumam ser febre, dor de cabeça, dores musculares, dor nas costas, gânglios (linfonodos) inchados, calafrios e exaustão. Em geral, entre 1 a 3 dias após o aparecimento da febre, o paciente desenvolve uma erupção cutânea, geralmente começando no rosto e se espalhando para outras partes do corpo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.