Cães farejadores detectam covid com 94,3% de precisão, diz estudo

A instituição de caridade britânica Medical Detection Dogs, em parceria com a London School of Hygiene & Tropical Medicine e com a Durham University, conduz estudo com cães farejadores treinados para detectar com até 94,3% de precisão se uma pessoa está com covid-19. Leia o estudo (em inglês).

A primeira fase do estudo mostra que infectados exalam um odor específico, para o qual 6 cães da Medical Detection Dogs já estão sendo treinados para identificar. Essa pesquisa foi financiada, em parte, pelo Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido e ainda precisa ser revisada por pares.

Foram coletadas mais de 3.750 amostras de odores através de meias, máscaras faciais ou camisas. Ao farejarem o odor de covid-19, Asher, Kyp, Lexi, Marlow, Millie e Tala fizeram indicações como sentar, cutucar ou encarar fixamente. Se não detectaram nada, os cães simplesmente passaram reto.

Segundo os pesquisadores, os animais participantes identificaram a enfermidade mesmo em pessoas assintomáticas ou infectadas por duas variantes diferentes do Sars-CoV-2, sendo a carga viral do paciente baixa ou alta.

Na próxima fase do teste, cães serão treinados para trabalhar em ambientes públicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: