Cabo Frio vai eleger membros da Comissão do Plano Municipal do Livro e da Literatura

Encontro on-line acontecerá na quinta-feira (10), às 19h

Estão abertas as inscrições para a reunião pública que vai eleger os novos representantes titulares e suplentes da Comissão do Plano Municipal do Livro e da Literatura de Cabo Frio. O encontro será on-line, nesta quinta-feira (10), às 19h, por meio do aplicativo Google Meet. Podem participar todos os cidadãos cabo-frienses atuantes no segmento.

A comissão será colegiada, composta por membros titulares e suplentes do Poder Público e da sociedade civil, que vai eleger quatro representantes com reconhecida atuação na área do livro, leitura e literatura, um representante dos bibliotecários (com formação acadêmica em Biblioteconomia) e um representante da cadeia produtiva do livro (editoras, gráficas especializadas, sebos, livreiros, etc).

Já o Poder Público terá dois representantes da Secretaria Municipal de Cultura e dois da Secretaria Municipal da Educação. A comissão também como integrante o representante de literatura do Conselho Municipal de Cultura, um representante da Subseção da OAB/Cabo Frio e um representante de Grêmio ou Entidade Estudantil, a ser escolhido por votação entre os demais membros da Comissão no caso de mais de uma representação estudantil manifestar o interesse.

Para participar como eleitor, é preciso ter experiência no segmento artístico da literatura, na cadeia produtiva do livro ou ser bibliotecário, ser residente de Cabo Frio e ter idade igual ou superior a 16 anos. Para concorrer como candidato é preciso ter os mesmos requisitos, porém ter idade igual ou acima de 18 anos.

O prazo para inscrição vai até às 18h desta quinta-feira (10), e o link de acesso para o encontro virtual será enviado para o e-mail cadastrado até meia hora antes da reunião. O formulário pode ser acessado pelo seguinte link: https://cutt.ly/Lnk1xJz .

Implementado em conjunto pelas Secretarias Municipais de Cultura e Educação, o Plano Municipal do Livro e Literatura foi criado por meio da Lei Municipal Nº 3.255, de autoria do vereador Miguel Alencar, sancionada pelo prefeito José Bonifácio, e publicada na edição número 144 do Diário Oficial de 24 de fevereiro deste ano.

O documento visa democratizar o acesso ao livro e aos diversos suportes de leitura; formar mediadores de leitura e fortalecer ações de incentivo à leitura; valorizar a leitura e o incremento de seu valor simbólico e institucional; desenvolver a economia do livro e ainda estimular a criação e circulação da produção literária, de forma a viabilizar a inclusão de pessoas com deficiência, observadas as condições de acessibilidade.

Compete à Comissão estabelecer metas e estratégias para execução do Plano Municipal do Livro e Leitura, definir o modelo de gestão e o processo de revisão periódica do documento, elaborar o calendário anual de atividades e eventos do plano, elaborar o regimento interno de gestão do plano e de suas instâncias, que será apreciado pelos secretários de Cultura e Educação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: