Butantan confirma que testes clínicos da Butanvac começarão na sexta-feira (9)

Instituto Butantan, de São Paulo, confirmou nesta quinta-feira (8) que os testes clínicos da Butanvac, vacina contra a Covid-19, terão início nesta sexta-feira (9). A notícia acontece no dia seguinte à autorização para os testes ser informada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). 

Até o momento, a Butanvac, nova aposta do Butantan para ampliar a vacinação contra o vírus no Brasil e na América Latina, só foi testada em animais. Com a autorização, começarão as testagens em seres humanos. 

O imunizante será aplicado em duas doses, com um intervalo de 28 dias entre cada uma delas. O estudo deve ser realizado no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) e no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, da USP. 

No dia 30 de junho, a instituição havia recebido mais de 93 mil inscrições para os testes da vacina nacional. Em entrevista à CNN no início do mês passado, o diretor do Butantan, Dimas Covas, afirmou que a expectativa de conclusão da fase 3 de testes é em outubro. 

“Em outubro devemos terminar os estudos clínicos e até lá poderemos ter um estoque de 40 milhões de doses. Atualmente este montante é de 8 milhões,” disse Covas, que ressaltou a importância da vacina não só para o Brasil, mas para outros países que tiveram pouco acesso aos medicamentos.

Como funciona a Butanvac?

A Butanvac utiliza um vírus de uma gripe aviária, que não provoca sintomas em seres humanos, para levar a proteína das espículas da Covid-19 para o organismo humano, estimulando, assim, a produção de anticorpos — uma tecnologia similar a usada contra a gripe. 

Isso, segundo o Butantan, pode baratear os custos de produção e aumentar o potencial de imunização, além de ser adaptável no combate a eventuais novas variantes do vírus.

Butanvac Instituto Butantan

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: