Bruno Covas é retirado de tubo de oxigênio após sangramento ser contido

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), foi retirado do tubo de oxigênio, na noite dessa 2ª feira (3.mai.2021), depois de sangramento no estômago ser contido. A informação foi confirmada ao Poder360 pelo médico David Uip, um dos responsáveis pelo tratamento do tucano.

O prefeito afastado havia sido intubado poucas horas antes em UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Sírio-Libanês, na região central da capital paulista.

Desde 2019, Covas passa por tratamento contra um câncer na região da cárdia, que se espalhou para o seu fígado e ossos.

O prefeito anunciou no último domingo (2.mai.2021) que iria se licenciar por 30 dias do cargo para se dedicar “integralmente” ao tratamento.

Depois do anúncio, ele foi internado novamente no Sírio Libanês. Ele havia recebido alta na 3ª feira (27.abr).

A nova internação foi por conta de efeitos adversos do tratamento contra o câncer. O prefeito passa por sessões de imunoterapia e quimioterapia.

Covas realizou um exame de endoscopia em que foi descoberta uma úlcera e um sangramento na área do estômago. O sangramento ocorreu no mesmo local no qual o tumor inicial foi descoberto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: