Brasil x Chile: quartas de final da Copa América desta sexta (02)

Vai começar o mata-mata da Copa América para a seleção brasileira! Atual campeã e em busca de seu décimo título do torneio, a equipe comandada por Tite enfrenta o Chile, às 21h (de Brasília) desta sexta-feira, no estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro.

O duelo coloca frente a frente os campeões das três últimas edições da Copa América. O Chile levantou o troféu em 2015 e 2016, enquanto o Brasil faturou o título em 2019.

O vencedor deste duelo irá encarar Peru ou Paraguai na semifinal, prevista para segunda-feira, também no Engenhão.

O Brasil chega invicto e com a melhor campanha do torneio até aqui. Na primeira fase, a Seleção venceu Venezuela, Peru e Colômbia e, com reservas, empatou em 1 a 1 com o Equador.

O Chile, por sua vez, venceu apenas a Bolívia e se classificou no quarto lugar do Grupo A, atrás de Argentina, Uruguai e Paraguai.

Ao todo, as seleções já se enfrentaram 72 vezes, com retrospecto amplamente favorável para o Brasil, que nunca perdeu em casa. Foram 50 vitórias da equipe canarinho, 14 empates e oito derrotas.

A partida terá transmissão do SBT e da ESPN.

Em grande fase, Neymar relativiza números individuais: 'O que importa é  vestir a camisa da Seleção' - Confederação Brasileira de Futebol
 — Foto: Arte/GloboEsporte.com

Brasil – Técnico: Tite

O único titular confirmado por Tite para esta partida é o goleiro Ederson, que entra no lugar de Alisson, dando continuidade ao revezamento na meta da Seleção.

Depois de dar oportunidades a todos os jogadores disponíveis na primeira fase da Copa América, Tite promete agora fixar um time com aquilo que julga ter de melhor.

No último treino antes do duelo contra o Chile, o lateral-esquerdo Alex Sandro não foi a campo por conta de um desconforto na coxa e passou a ser dúvida. A tendência é que Renan Lodi assuma a titularidade.

Poupados contra o Equador, Danilo, Thiago Silva, Casemiro, Fred, Gabriel Jesus, Neymar e Richarlison devem voltar à equipe titular.

Desfalque: Felipe (cortado por lesão no joelho direito)

Chile – Técnico: Martín Lasarte

A grande expectativa em relação ao time titular está relacionada à presença de Alexis Sánchez, que viajou com a delegação ao Rio de Janeiro, após ser desfalque na fase de grupos em função de lesão. Sem jogar há quase um mês, o atacante não foi confirmado por Martín Lasarte.

– Ele chega em condições muito próximas da recuperação total. Cada minuto joga a seu favor. Vamos esperar até o último momento. Vamos ver quais as condições dele, se não ótimas, mas pelo menos boas, logicamente vai participar – disse o técnico.

Mas a tendência maior é de que o atacante da Internazionale inicie a partida ao lado de Brereton e Eduardo Vargas, assumindo a vaga de Alarcón. No meio-campo, Pulgar retoma a titularidade na vaga de Pinares, após ser poupado por desgaste muscular.

Desfalques: Ninguém.

 — Foto: infoesporte
  • Árbitro: Patricio Loustau, da Argentina
  • Auxiliares: Ezequiel Brailovsky e Gabriel Chade, ambos da Argentina.
  • Quarto árbitro: Guillermo Guerrero, do Equador.
  • VAR: Andrés Cunha, do Uruguai.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: