Brasil é o país com maior número de jornalistas mortos por coronavírus

Na data em que o Brasil ultrapassou as 4 mil mortes em 24 horas por Covid-19, a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) divulgou nesta terça-feira (6) o resultado de um triste levantamento: o país é o maior com número de jornalistas profissionais mortos pelo novo coronavírus: 169, entre abril de 2020 e março de 2021.


O dado faz parte do dossiê “Jornalistas vitimados por Covid-19“, referente ao primeiro trimestre de 2021. Segundo dados elaborados pelo Departamento de Saúde da Fenaj por meio de notícias e, também, de informações recebidas junto aos sindicatos de jornalistas do país, em três meses o número de mortes neste ano supera todo o ano de 2020. Já são 86 vítimas – 8,6% maior que no total de 2020, quando foram registradas 78 mortes de abril a dezembro.

Dados por estados

Os estados com maior número de mortes de jornalistas são Amazonas, Pará e São Paulo, com 19 ocorrências cada, seguido do Rio de Janeiro (15) e Paraná (13). Na categoria, a maioria dos casos é na faixa etária dos 51 a 70 anos (54,9% das mortes) e entre homens, sendo que entre as vítimas fatais da doença, 9,8% são mulheres jornalistas.

A Fenaj alerta que os dados podem estar subnotificados e que o dossiê é atualizado de maneira constante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: