Brasil aplicou ao menos uma dose de vacina em 9,5 milhões, aponta consórcio de veículos de imprensa

Balanço da vacinação contra Covid-19 desta sexta-feira (12) aponta que 9.539.078 pessoas já receberam a primeira dose de vacina contra a Covid-19, segundo dados divulgados até as 20h. O número representa 4,50% da população brasileira.

A segunda dose já foi aplicada em 3.467.045 pessoas (1,64% da população do país) em todos os estados e no Distrito Federal.

No total, 13.006.123 doses foram aplicadas em todo o país.

A informação é resultado de uma parceria do consórcio de veículos de imprensa, formado por G1, O Globo, Extra, O Estadão de S.Paulo, Folha de S.Paulo e UOL. Os dados de vacinação passaram a ser acompanhados a partir de 21 de janeiro.

Brasil, 12 de março

  • Total de pessoas que receberam ao menos uma dose: 9.539.078 (4,50% da população)
  • Total de pessoas que receberam duas doses: 3.467.045 (1,64% da população)
  • Total de doses aplicadas: 13.006.123 (67,93% das doses recebidas pelos estados)
  • Divulgaram dados novos (24 estados e o Distrito Federal): AL, AM, BA, CE, DF, ES, GO, MA, MG, MS, MT, PA, PB, PE, PI, PR, RJ, RN, RO, SC, SE, RS, RR, SP e TO
  • Divulgaram dados em dias anteriores (2 estados): AC e AP

Vacinados por estado

Vacinação nos estados nesta sexta — Foto: Arte G1

Vacinação nos estados nesta sexta — Foto: Arte G1

Total de vacinados, segundo os governos, e o percentual em relação à população do estado:

  • AC: 1ª dose – 27.711 (3,10%); 2ª dose – 5.977 (0,67%)
  • AL: 1ª dose -104.271 (3,11%); 2ª dose – 40.924 (1,22%)
  • AM: 1ª dose -336.011 (7,99%); 2ª dose – 98.799 (2,35%)
  • AP: 1ª dose – 26.909 (3,12%); 2ª dose – 3.391 (0,39%)
  • BA: 1ª dose -624.690 (4,18%); 2ª dose – 234.651 (1,57%)
  • CE: 1ª dose – 398.043 (4,33%); 2ª dose – 161.847 (1,76%)
  • DF: 1ª dose – 169.603(5,55%); 2ª dose – 65.696 (2,15%)
  • ES: 1ª dose – 167.304 (4,12%); 2ª dose – 54.296 (1,34%)
  • GO: 1ª dose -279.056 (3,92%); 2ª dose – 76.272 (1,07%)
  • MA: 1º dose -228.975 (3,22%); 2ª dose – 74.584 (1,05%)
  • MG: 1ª dose – 794.941 (3,73%); 2ª dose – 367.143 (1,72%)
  • MS: 1ª dose -145.165 (5,17%); 2ª dose – 71.629 (2,55%)
  • MT: 1ª dose -109.278 (3,10%); 2ª dose – 48.503 (1,38%)
  • PA: 1ª dose -243.868 (2,81%); 2ª dose – 75.158 (0,86%)
  • PB: 1ª dose -182.530 (4,52%); 2ª dose – 58.875 (1,46%)
  • PE: 1ª dose – 432.557 (4,50); 2ª dose – 160.983 (1,67%)
  • PI: 1ª dose – 105.614 (3,22%) ; 2ª dose – 35.195 (1,07%)
  • PR: 1ª dose – 458.954 (3,99%); 2ª dose – 154.134 (1,34%)
  • RJ: 1ª dose -734.700 (4,23%); 2ª dose – 203.413 (1,17%)
  • RN: 1ª dose -136.551 (3,86%); 2ª dose – 48.690 (1,38%)
  • RO: 1ª dose -54.682 (3,04%); 2ª dose – 15.861(0,88%)
  • RR: 1ª dose – 27.247 (4,32%); 2ª dose – 13.468 (2,13%)
  • RS: 1ª dose – 576.337 (5,05%); 2ª dose – 189.218 (1,66%)
  • SC: 1ª dose -280.220 (3,86%); 2ª dose – 91.384 (1,26%)
  • SE: 1ª dose -89.547 (3,86%); 2ª dose – 31.944 (1,38%)
  • SP: 1ª dose – 2.723.845 (5,88%); 2ª dose – 1.056.474 (2,28%)
  • TO: 1ª dose -55.596 (3,50%); 2ª dose – 18.413 (1,16%)

Quantas doses cada estado recebeu até 12 de março:

  • AC: 90.380
  • AL: 228.860
  • AM: 762.104
  • AP: 66.600
  • BA: 1.289.800
  • CE: 805.000
  • DF: 294.560
  • ES: 366.820
  • GO: 584.280
  • MA: 514.840
  • MG: 2.117.380
  • MS: 286.460
  • MT: 278.760
  • PA: 542.640
  • PB: 398.280
  • PE: 854.360
  • PI: 242.680
  • PR: 1.001.600
  • RJ: 1.866.120
  • RN: 314.240
  • RO: 141.608
  • RR: 113.660
  • RS: 1.268.200
  • SC: 583.440
  • SE: 173.580
  • SP: 3.770.463
  • TO: 140.000

Origem dos dados

  • Total de doses: números divulgados pelos governos estaduais.
  • As informações sobre população prioritária e doses disponíveis são do Ministério da Saúde.
  • As estimativas populacionais são do IBGE.

Consórcio

O consórcio de veículos de imprensa foi formado em junho de 2020, em resposta a uma decisão do presidente Jair Bolsonaro de, na ocasião, restringir acesso a dados sobre a pandemia. Os boletins informam, atualmente, o número de pessoas mortas por coronavírus, a quantidade de contaminados e a média móvel, indicador segundo o qual é possível verificar em quais estados a pandemia do novo coronavírus está aumentando, diminuindo ou em estabilidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: