fbpx

Botafogo supera falha no início e empata em 1×1 com Goiás

Mais um ponto. Na noite da última terça-feira, o Botafogo deu mais um importante passo para voltar à Série A do Brasileirão ao empatar em 1 a 1 com o Goiás fora de casa. Agora faltam pelo menos sete pontos nas últimas seis rodadas para confirmar a vaga no G-4 da segunda divisão, já que 63 foi a pontuação de corte que garantiu o acesso nas últimas 15 edições da competição.

Joel Carli comemora gol em Goiás x Botafogo — Foto: Heber Gomes/AGIF

Vencer é sempre o principal objetivo, mas pela postura do Botafogo na 32ª rodada pode-se dizer que não perder na Serrinha foi um grande resultado para o time de Enderson Moreira. O mérito está, acima de tudo, na rápida reação alvinegra após sofrer um gol logo aos 4 minutos do primeiro tempo.

O cenário criado nos primeiros minutos favorecia a desestabilização do Botafogo contra um adversário direto na briga pelo acesso. Warley tentou recuar, mas não colocou força suficiente, e a bola não chegou a Diego Loureiro, que furou na tentativa de tirar o perigo. Hugo se antecipou para tirar o zero do placar.

O vacilo foi corrigido antes que o caos se criasse. A torcida do Goiás se animou com o gol, mas o Botafogo se uniu para não se abalar. Embalou. Seis minutos depois, Chay cobrou falta na cabeça de Joel Carli, que tentou escorar, mas encontrou o fundo das redes.

Foi ali, aos 10 minutos do primeiro tempo, que o Botafogo decidiu que não perderia para o Goiás. Faltou manter o embalo e decidir que dava para buscar a vitória. O time até tentou ficar mais com a bola e incomodar os goianos pelas laterais, mas o controle durou pouco. Conseguiu equilibrar a posse de bola, mas levou perigo do adversário, que finalizou 11 vezes no primeiro tempo – oito chutes a mais que o Bota, que não incomodou o goleiro Tadeu após o gol.

A estratégia de Enderson, tanto no primeiro quanto no segundo tempo, foi esperar o Goiás e apostar nos contra-ataques. Conseguiu encaixar alguns, mas o time esmeraldino se recompunha bem quando o Bota passava do meio de campo.

A grande chance aconteceu aos 15 minutos da etapa final, com belo passe de Navarro para Diego Gonçalves, que partiu livre pela esquerda. O lance lembrou bastante o gol marcado por Marco Antonio contra o Brusque, mas diferentemente do companheiro, Diego não aproveitou a oportunidade. Nos últimos minutos, os alvinegros ensaiaram pressão, mas já era tarde para buscar o domínio.

Enderson diz que empate é pior para o Goiás — Foto: Heber Gomes/AGIF

O que preocupa ao longo da Série B é a oscilação do time nos jogos longe do Rio. Depois do excelente desempenho na rodada passada, o Botafogo deixou a desejar na última noite. A postura acuada impediu a equipe de buscar a liderança da competição e, mais que isso, aumentar a probabilidade de acesso. Mas Enderson resumiu bem: “Se o resultado não é tão bom para nós, pior ainda para o Goiás”.

Pior que o desempenho, o Botafogo pode ter um desfalque importante na sequência do campeonato. Chay, o criador do time, saiu com muitas dores no segundo tempo e será reavaliado pelo departamento médico.

Para focar no que é positivo, o Botafogo mantém a distância de cinco pontos para o quinto colocado CRB e segue com chances palpáveis de chegar à liderança, com apenas dois pontos de diferença para o Coritiba.

Faltam seis rodadas para a Série B terminar. No meio do caminho, serão três jogos no Nilton Santos, onde o time tem rendimento de campeão. Com o pensamento na Série A e os pés no chão, os alvinegros jogam em casa às 19h da próxima quarta-feira, contra o Confiança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: