Botafogo bate o Remo por 3×0

Havia um bom tempo que o Botafogo não tinha uma sequência de jogos que deixasse o torcedor otimista com o futuro. A invencibilidade na Série B com duas vitórias e um empate em três jogos faz com que o time de Marcelo Chamusca comece a competição no G-4. Isso vai mostrando que a insistência da diretoria em manter o técnico no cargo no momento de maior turbulência – após a derrota no primeiro jogo da final da Taça Rio – tem dado certo.

Por mais que ainda esteja no início da competição, o Botafogo já alcançou a primeira meta de pontos, como revelou Rafael Moura na entrevista coletiva de apresentação. Segundo o atacante, a ideia é que o clube conquiste pelo menos sete pontos a cada quatro jogos. Com a vitória por 3 a 0 em cima do Remo no último domingo, além de alcançar a meta com uma rodada de antecedência, manteve o time entre os quatro primeiros, que é o grande objetivo da temporada.

Botafogo de Marcelo Chamusca consolida defesa e começa a se entender no ataque — Foto: Vitor Silva/Botafogo

>>> Artilheiro do Bota, Pedro Castro festeja outro gol de longe: “Uma das qualidades que tenho” <<<

E para se consolidar como um dos favoritos para subir, o Botafogo dá os primeiros passos de forma consistente. Marcelo Chamusca lembrou na entrevista coletiva após a partida que o time sofreu apenas dois gols nos últimos oito jogos. No ano, a média é de 0,6 por partida. A sólida defesa é uma das características das equipes treinadas por ele que encontrou no quinteto Douglas Borges, Warley, Kanu, Gilvan e PV um conjunto harmônico que pouco sofre com os adversários.

Apesar disso, a vitória contra o Remo teve uns 30 minutos de preocupação. Justamente por ainda buscar encaixar o padrão de jogo que o Botafogo tem suas dificuldades. Até o primeiro gol, marcado por Chay aos 13 minutos, os comandados de Chamusca dominavam a partida. Depois disso, a equipe caiu de rendimento e tomou alguns sustos com Renan Gorne no ataque adversário. Mas era perceptível que o time do Remo deixava a desejar na defesa.

>>> Atuações do Botafogo: Rafael Navarro participa em dois gols e recebe a maior nota <<<

A Voz da Torcida – Pedro Dep: “Muita gente tendo que pedir desculpas para o Chamusca”

O técnico do Botafogo viu isso e conseguiu corrigir a postura para o segundo tempo. Ele apostou no que seu ataque tem exibido de melhor: a velocidade pela direita com Ronald. Na tarde deste domingo, a equipe mostrou o leque de opções ofensivas que tem, um em cada gol:

  • Primeiro – finalização de qualidade com Chay, que, aberto pela esquerda, chegou à terceira participação direta em gol do Botafogo em três jogos;
  • Segundo – contra-ataque puxado por Ronald com muita qualidade e saída de almanaque. Ele serviu Rafael Navarro, que se destaca pela vontade e, como bom centroavante, tenta sempre fazer o gol. Como ainda é jovem, às vezes busca o chute mesmo quando não é a melhor opção;
  • Terceiro – os chutes de Pedro Castro. O artilheiro do Botafogo no ano entrou no segundo tempo e marcou o quarto gol dele na temporada.
Ronald foi um dos destaques do Botafogo contra o Remo — Foto: Vitor Silva/Botafogo

No segundo tempo os gols saíram de maneira natural. Criticado pela dificuldade em criar oportunidades nos jogos anteriores, o Botafogo teve um alto número de finalizações: 15. E, mesmo com menos posse de bola (41% x 59%), pareceu controlar o jogo na etapa final. Porém, uma coisa que Chamusca ainda precisa melhorar é a precisão nos passes. Seus comandados erraram 98 passes e tiveram aproveitamento de 68% nesse fundamento.

Com a defesa cada dia mais sólida e o ataque aos poucos se entendendo melhor, o Botafogo volta a campo na próxima quinta-feira, quando enfrenta o Londrina, no Estádio do Café, às 19h (de Brasília). A equipe de Marcelo Chamusca subiu uma posição e agora é o terceiro da Série B, com sete pontos em três jogos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: