Botafogo aproveita chances e vence o Flamengo no Maracanã

O clássico na manhã deste domingo (28), no Maracanã, foi movimentado, mas com poucas chances claras. Diante deste cenário, venceu quem mostrou mais técnica para aproveitar o que criou. Foi o Botafogo, que contou com uma jogada ensaiada e um belo chute de primeira de Luiz Henrique para abrir o placar, e depois com Savarino para fechar o 2 a 0 e acabar com a invencibilidade de 12 partidas do Flamengo em jogos contra os rivais do Rio.

Coincidentemente, a última vitória foi justamente do Glorioso, que fez 3 a 2 sobre o Rubro-Negro no primeiro turno do Brasileirão de 2023. De quebra, o time de Artur Jorge assumiu provisoriamente a liderança da edição de 2024, com nove pontos em quatro rodadas, mas precisa aguardar os jogos às 18h30 de Red Bull Bragantino e Athletico-PR, que enfrentam fora de casa Fortaleza e Juventude, respectivamente.

Com força máxima e titulares descansados, o Flamengo sobrou fisicamente no primeiro tempo e mostrou mais intensidade debaixo de um forte calor de 11h no Maracanã. O time de Tite marcou por pressão e conseguiu atrapalhar a saída de bola de um Botafogo que não se encontrou e não conseguiu ficar no ataque.
Sem Tiquinho, o técnico Artur Jorge, que tirou Jeffinho e escalou Savarino, revezou entre Eduardo e Luiz Henrique mais centralizados, mas o Glorioso só levou perigo em contra-ataques, como na arrancada de Júnior Santos, que fez boa jogada individual, mas acabou travado por De La Cruz.

Já o Rubro-Negro, apesar do domínio, teve um gol bem anulado de Bruno Henrique, por impedimento, aos 11, e criou poucas chances . A melhor delas foi em um chute de Luiz Araújo que passou rente à trave, após grande jogada coletiva. O time até teve bons momentos com troca de passes rápidos, mas falhou no último passe ou na conclusão.

Segundo tempo

O clássico mudou completamente no segundo tempo. O Botafogo voltou mais organizado, principalmente no meio de campo, o que permitiu ficar mais com a bola e também pressionar o Flamengo, que perdeu Pulgar, com entorse no tornozelo esquerdo, e também o controle das ações.

Mais no ataque, o Glorioso abriu o placar em um lindo lance de jogada ensaiada. Após escanteio, Luiz Henrique chutou de primeira, sem marcação na entrada da área, para fazer 1 a 0, aos 7 minutos. Na comemoração, colocou no rosto uma máscara do Pantera Negra. Por sorte não recebeu cartão amarelo, já que minutos depois foi advertido por uma falta mais dura.

Foi a senha para os técnicos mudarem jogadores desgastados com o calor. O jogo então ganhou uma nova cara, com o Rubro-Negro tentando, sem sucesso, criar. Só levou perigo em um cruzamento em que Fabrício Bruno subiu mais que Bastos, mas a bola passou rente à trave. E ainda perdeu Arrascaeta, com dores na coxa direita. Seu substituto, Lorran, também chegou perto do gol, mas a cabeçada foi para fora.

Já o Botafogo se segurou bem, com uma linha de seis atrás, em busca de um contra-ataque. E eles vieram. Primeiro, em bela jogada, com Savarino e Tchê Tchê, que tocou para Jeffinho, sozinho na pequena área chutar e Rossi defender. Mas o goleiro nada pôde fazer nos acréscimos, quando Diego Hernández roubou a bola de Fabrício Bruno e Jeffinho tocou para Savarino, sozinho, ampliar. O Flamengo reclamou de falta do zagueiro, mas o gol foi confirmado.

Flamengo 0 x 2 Botafogo

Local: Maracanã (RJ).

Árbitro: Raphael Claus (FIFA/SP).

Gols: Luiz Henrique, aos 7min/2ºT (0-1), e Savarino, aos 47min/2ºT (0-2).

Cartões amarelos: De La Cruz (FLA); Savarino, Danilo Barbosa, Luiz Henrique, Jeffinho (BOT).

Flamengo: Rossi, Varela (Wesley), Fabrício Bruno, Léo Pereira e Ayrton Lucas (Viña); Erick Pulgar (Allan), De La Cruz e Arrascaeta (Lorran); Bruno Henrique,

Luiz Araújo (Gerson) e Pedro. Técnico: Tite.

Botafogo: John, Damián Suárez, Lucas Halter, Bastos (Alexander Barboza) e Hugo; Danilo Barbosa (Gregore), Marlon Freitas e Eduardo (Tchê Tchê); Luiz

Henrique (Jeffinho), Savarino e Júnior Santos (Diego Hernández). Técnico: Artur Jorge.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *