Boris Johnson faz isolamento após contato com infectado por Covid

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, está em isolamento após ter contato com um infectado por Covid-19, informou neste domingo (18) seu gabinete de governo.

O premiê britânico havia anunciado anteriormente que manteria seus compromissos com base em um programa piloto, realizando testes diários para a Covid, mas voltou atrás nesta decisão após críticas.

Johnson e o ministro das Finanças, Rishi Sunak, cumprirão com as normas do protocolo nacional para o combate ao coronavírus, definido pelo NHS, sistema público de saúde do país.

Os dois tiveram contato com o ministro da saúde, Sajid Javid, que na véspera anunciou o diagnóstico positivo para a doença.

Todos eles já foram vacinados com as duas doses da vacina contra a Covid-19. O país é um dos que mais vacinaram no mundo, com quase 70% da sua população completamente imunizada.

Na segunda-feira (19), a Inglaterra vai suspender todas as restrições impostas durante a pandemia, como a obrigatoriedade do uso de máscaras e medidas de distanciamento social.

Apenas para a Inglaterra

Com a decisão, a Inglaterra se tornará o primeiro país do Reino Unido a suspender a exigência legal de uso de máscaras e do distanciamento social a partir da próxima segunda.

Veja o que muda a partir de 19 de julho:

  • Acaba o uso obrigatório de máscaras em ambientes públicos
  • Fim de restrições a reuniões e encontros
  • Empresas, que mantinham trabalho remoto, podem voltar ao modo presencial
  • Acabam as de medidas de distanciamento social
  • Reabertura de casas noturnas e boates
  • Fim do limite de capacidade em hospitais e clínicas

No entanto, o fim das regras para evitar o contágio não vale para a Irlanda do Norte, País de Gales e Escócia, que ainda terão que respeitar as medidas mesmo após a data.

Passageiros usam máscara na Estação de Waterloo, em Londres, no primeiro dia do novo lockdown na Inglaterra — Foto: Justin Tallis/AFP

Passageiros usam máscara na Estação de Waterloo, em Londres, no primeiro dia do novo lockdown na Inglaterra

Alta vacinação

No Reino Unido, 87,8% dos adultos já receberam ao menos uma dose da vacina contra a Covid-19. A porcentagem daqueles que tomaram as duas doses é de 67,8%, segundo levantamento do governo.

Os dados da saúde pública indicam que as vacinas são eficientes para previnir a infecção mesmo por variantes do coronavírus, como a delta, dominante no país.

A chefe do programa de emergências da OMS, Maria van Kerkhove, afirmou que as vacinas conseguem reduzir casos graves de Covid-19 até mesmo para a variante delta.

Ela reafirmou, no entanto, que as duas doses da vacina – quando a aplicação é feita em duas doses – são importantes para garantir a proteção completa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: