Bolsonaro visita Sergipe para inauguração de Usina Termelétrica

O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), desembarcou em Aracaju na manhã desta segunda-feira (17) para participar da inauguração da Usina Termelétrica Porto de Sergipeconsiderada a maior da América Latina em seu segmento.

Sem máscara, ele abraçou e cumprimentou apoiadores que o aguardavam aglomerados no Aeroporto Santa Maria Maria desde o começo da manhã — o avião com a comitiva presidencial pousou no local por volta das 10h. O uso do equipamento individual é obrigatório por lei no estado.

Essa é a primeira visita de Bolsonaro ao estado de Sergipe desde que foi eleito.

Bolsonaro chega a Sergipe — Foto: Joelma Gonçalves/G1

Bolsonaro viajou à capital sergipana acompanhado pelo ministro das minas e energia, Bento Albuquerque. Após cumprimentar e acenar ao público que o aguardava, o presidente colocou a máscara e, ovacionado, seguiu de helicóptero para Barra dos Coqueiros, cidade onde fica localizada a termoelétrica. O governador de Sergipe, Belivaldo Chagas (PSD), também participa do evento.

“A iniciativa privada tem sido a grande aliada. Temos feito o possível para com menos fazer mais. O Brasil tem tudo pra ser uma grande nação. O nosso relacionamento com os governadores é que traz esperança para o futuro dos brasileiros. Muito obrigado aos sergipanos, aos que votaram e não votaram em mim. Nós somos os seus soldados e nós cumprimos a nossa missão”, disse o presidente, em breve discurso.

Belivaldo Chagas disse que a inauguração coincide com o aniversário de 200 anos do estado e reforçou a importância do empreendimento. “Obrigado a todos que estiveram diretamente ou indiretamente envolvidos nesse empreendimento”. Ele aproveitou a oportunidade para pedir uma audiência com o presidente em setembro para discutir as obras da BR-101 no estado.

Jair Bolsonaro ao lado de Belivaldo Chagas e do ministro Bento Albuquerque durante inauguração da Usina Termelétrica — Foto: Priscila Bittencourt/TV Sergipe

A termelétrica

A termelétrica das Centrais Elétricas de Sergipe (Celse), empresa formada pela EBrasil e pela Golar Power, é a maior da América Latina em seu segmento e vai gerar e comercializar energia elétrica a partir de unidades geradoras de energia a gás e a vapor.

Com investimento de R$ 6 bilhões, a usina de Sergipe poderá suprir 15% da demanda de energia do Nordeste. A receita anual, menos os custos operacionais previstos, são estimados em R$ 1,1 bilhão. As receitas previstas ao longo da vida do projeto, sem ajuste inflacionário, deverão totalizar R$ 27,5 bilhões.

“Como foi visto, a usina termelétrica de Sergipe, sozinha, pode atender a 16 milhões de cidadãos. A expectativa é que esse terminal se ligue a outros terminais do Nordeste. Sergipe tem se adequado às boas práticas e, sem dúvidas, há um enorme potencial no estado”, disse o ministro das minas e energia, Bento Albuquerque.

Termelétrica de Sergipe  — Foto: Arturo Paganini/ASN
Sem máscara, Bolsonaro acena para público ao chegar  — Foto: Reprodução Facebook/jairmessias.bolsonaro
Apoiadores de Jair Bolsonaro em frente ao Aeroporto de Aracaju — Foto: Joelma Gonçalves/G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TV Prefeito