Bolsonaro inaugura usina de energia em complexo de hotéis

Sem máscara, o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), chegou a Caldas Novas, principal cidade turística de Goiás, na manhã deste sábado (29), para a inauguração de uma usina de energia fotovoltaica em um complexo de hotéis. Ao subir escadas que davam acesso ao palco, o presidente tropeçou, se levantou e seguiu para discursar. Antes de chegar ao local, ele ainda caminhou por uma multidão, quando cumprimentou e tirou foto com moradores e autoridades.

O município de Caldas Novas editou um decreto que obriga cidadãos e turistas a usarem máscaras dentro da cidade. A medida visa evitar a propagação do coronavírus e é apoiada pelo Ministério da Saúde. O presidente, no entanto, só colocou uma máscara quando subiu ao palco, mas retirou para discursar. A assessoria da prefeitura destaca que a ação é mais educativa do que punitiva.

Bolsonaro tropeça ao subir escadas de palco para discursar em Caldas Novas, Goiás — Foto: Wildes Barbosa

Por volta das 9h30, Bolsonaro chegou à cidade ao lado do governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM). Eles saíram de helicóptero da capital do país, pousaram no aeroporto de Caldas Novas e chegaram de carro à usina.

O presidente chegou ao local do evento por volta de 10h10 e foi ovacionado por apoiadores. Ele percorreu toda a grade em que estavam concentradas as pessoas e se dirigiu para o palco.

Durante a solenidade, o governador Ronaldo Caiado não tirou a máscara para discursar e elogiou a condução do presidente à frente do Palácio do Planalto. Destacou que Bolsonaro “conseguiu governar com o apoio da população brasileira”, fato considerado inédito pelo chefe do Executivo goiano.

“Conseguiu governar o país com apoio da população, que é algo inédito. O poder não mudou o homem de Bolsonaro, que continua uma pessoa simples. Goiás é o estado mais visitado pelo senhor desde que assumiu a Presidência”, ressaltou Caiado.

A deputada federal Magda Mofatto Hon, falou sobre os incentivos governamentais – federais e estaduais – que viabilizaram a obra. Segundo ela, foram esses programas que mantiveram o comércio ativo.

Ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, também discursou sobre as medidas do governo federal para facilitar a criação de obras como a usina que está sendo inaugurada nesta solenidade. Segundo Albuquerque, obras de recursos privados e de preservação do meio ambiente têm recebido apoio do governo e realçou a redução de impostos para importação de equipamentos de energia solar, em vigor desde 1º de agosto, para tornar o modelo mais competitivo.

 
Bolsonaro e Caiado em Caldas Novas, Goiás — Foto: Vanessa Martins/G1

Visitas a Goiás

Esta é a oitava vez que o presidente vem a Goiás. Ele já esteve no estado para acompanhar e inaugurar obras do Hospital de Campanha de Águas Lindas de Goiás no início do ano.

Em outras ocasiões ele visitou uma lanchonete, parou em rodovia para falar com apoiadores e até foi soltar um míssel uma vez, em Formosa, no Entorno do Distrito Federal. Em junho, Bolsonaro fez uma visita surpresa a Ipameri.

Bolsonaro sem máscara em meio a multidão de apoiadores em Caldas Novas, Goiás — Foto: Vanessa Martins/G1
Usina

Com 75 mil m², a usina fotovoltaica construída pelo Grupo di Roma deve abastecer os parques aquáticos do complexo turístico. A energia gerada poderia abastecer até 4.265 casas.

Segundo o Grupo, o excedente deve ser ofertado à cidade de Caldas Novas.

Usina fotovoltaica inaugurada em Caldas Novas pelo presidente Bolsonaro — Foto: Vanessa Martins/G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TV Prefeito