Bike Park: empresas da construção civil fazem visita técnica no Parque do Ingá, em Volta Redonda, para iniciar projeto

Três empresas da construção civil estiveram na manhã desta sexta-feira, dia 12, no Parque Natural Municipal Fazenda Santa Cecília do Ingá, no bairro Santa Cruz, em Volta Redonda. O grupo foi conhecer o local que abrigará o Bike Park, projeto que vai disponibilizar aos ciclistas da região trilhas com diferentes tipos de modalidades e um ponto de atendimento central para que possam descansar das atividades. Os usuários vão ter acesso ao banheiro e beber água. A primeira etapa do projeto prevê a construção de quatro trilhas com sinalização e instalação de manutenção de bicicletas.

Os trabalhos vão começar em abril e a previsão é de que as obras sejam finalizadas em julho. A obra é financiada pela Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), que é responsável pelo projeto da obra, a compra dos materiais, mão de obra e toda a estruturação do local, como parte de um Termo de Ajustamento.

De acordo com o responsável pelo parque, Caio Vinicius Couto, o projeto tem padronização internacional e será um grande atrativo para a cidade. “Com a implantação do Bike Park a Fazenda do Ingá vai cumprir o seu papel de parque, servindo para que as pessoas possam conviver com a natureza de forma estruturada. Além disso, essas trilhas poderão ser utilizadas também por  pedestres, o que vai contribuir muito para a educação ambiental”, disse Caio.

Para trazer conforto aos usuários, a estrutura existente no parque conta com um ponto para funcionamento de lanchonete, área de socialização, estacionamento, além de estruturas básicas como recepção, bancos em áreas verdes, estações de encontro com mapas e placas de orientação, segurança e informações para os usuários.

O Gerente-Geral de Meio Ambiente da CSN, Cláudio Graffunder, comentou a importância do Projeto para cidade e para a empresa. “É gratificante para a CSN fazer parte desse projeto! Acreditamos que investir no meio ambiente melhora significativamente a qualidade de vida da população de Volta Redonda”, afirmou Graffunder.

*Parque Natural Municipal Fazenda Santa Cecília do Ingá – Com 211 hectares, é a maior área verde de Volta Redonda, sendo que 90 hectares são cobertos por mata atlântica nativa e trechos reflorestados. A manutenção legal dessa reserva está em proteger a biodiversidade dos ecossistemas dela inerentes e atuar como reguladora da qualidade do ar da região. Vale ressaltar também que a Fazenda Santa Cecília do Ingá também se reveste de grande importância na preservação dos recursos hídricos, tendo em vista que a mesma possui uma represa no interior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: